Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.1/144
Título: Influência da superfície sedimentar na dinâmica das macroalgas verdes e da sua macroepifauna associada na Ria Formosa
Autor: Aníbal, J.
Sprung, Martin
Palavras-chave: Flora
Fauna
504
Data: 2000
Editora: Escola Superior de Tecnologia
Citação: Tecnovisão. - Faro : Escola Superior de Tecnologia, 1994. - ISSN 0872-752X. - N. 10 (Jul. 2000), p. 44-48
Resumo: O sistema lagunar, conhecido vulgarmente por Ria Formosa, desenvolve-se na costa meridional Portuguesa, desde o Ancão a ocidente até Cacela a oriente. Com extensão, de aproximadamente 55 km, apresenta a sua maior largura, de 6 km, no sector Norte-Sul entre Faro e o Cabo de Santa Maria. Este sistema é um conjunto de ilhas-barreira que proteje a zona lagunar adjacente à plataforma litoral algarvia, da invasão marinha. A área total do Parque Natural da Ria Formosa é aproximadamente de 163 km2, sendo 48 km2 cobertos por sapal e 32 km2 ocupados por canais, esteiros e baixios (Teixeira & Alvim, 1978). Durante as marés vivas, as áreas intertidais expostas são de aproximadamente 50 km2. Estas áreas são predominantemente cobertas por plantas de sapal (Spartina maritima), angiospérmicas marinhas (Zostera e Cymodocea) e mantos de macroalgas (Entermorpha, Ulva e Fucus). 20 km2 do sistema são ocupados por salinas e aquaculturas (CCRA, 1984).
URI: http://hdl.handle.net/10400.1/144
Aparece nas colecções:ISE4-Vários

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
10_44.pdf123,57 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.