Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.1/1499
Título: O terror como espectáculo: a exibição do corpo ferido
Autor: Quinteiro, Sílvia Moreno de Jesus e
Palavras-chave: Romantismo
Herói romântico
Terror
Revolução Francesa
Data: 2004
Editora: Edições Cosmos
Resumo: O terror assume no Romantismo, tal como de resto em todos os períodos da História, o carácter de espectáculo. Assim, procuraremos aqui evidenciar aquilo que motiva a predilecção dos românticos pelo espectáculo terrível, pela crueldade e pelo terror transformados em encenação, bem como os diferentes modelos de representação propostos e o modo como os heróis de Quatrevingt-treize, de Victor Hugo (1874),1 de Melmoth the Wanderer, de Charles Maturin (1820)2 e de Le Comte de Monte-Cristo, de Alexandre Dumas (1845)3 se identificam ou não com esses modelos e como reagem ao espectáculo do terror.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.1/1499
Aparece nas colecções:ESG2-Artigos (em revistas ou actas indexadas)

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
O terror como espectáculo.pdf515,29 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.