Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.1/1562
Título: Desenho do trabalho, atitudes positivas e suas implicações em unidades hoteleiras
Autor: Almeida, H.
Orientador: Faísca, Luís
Jesus, Saul Neves de
Palavras-chave: Psicologia das organizações
Hotelaria
Relações humanas
Satisfação profissional
Data de Defesa: 2010
Resumo: O estudo do desenho do trabalho e das atitudes positivas no trabalho tem, desde há vários anos, suscitado acrescido interesse entre os investigadores das organizações. O interesse manifestado por estes dois contructos baseia-se no pressuposto de que um desenho adaptado do trabalho e atitudes positivas nos empregados favorecem a eficácia e produtividade das organizações. Este enfoque ganha um interesse renovado nas unidades de hotelaria, sector priveligiado na região do Algarve que lamenta a falta de um modelo com fundamentos científicos que permita ao gestor de recursos humanos aprofundar as relações entre variáveis capitais com vista a proceder aos reajustamentos necessários. Assim, o objectivo deste trabalho é explorar as relações de influência que o potencial motivador do trabalho e outros determinantes exercem nas atitudes ─ de Satisfação Orientada para o Cliente e Implicação Afectiva ─ e, nas intenções de comportamento ─ de Intenção de Sair da empresa (de forma negativa) e Recomendação da empresa ─ de forma a privilegiar concomitantemente a empresa e os clientes internos e, consequentemente, os clientes externos. Utilizou-se uma amostra heterogénea de 303 trabalhadores pertencentes a diversos grupos profissionais que trabalham em unidades hoteleiras e recorreu-se à análise factorial confirmatória efectuada pelo programa Amos, versão 6.0. Para validação das medidas adoptadas realizamos os três estudos prévios, que se seguem: Um primeiro estudo confirmatório de validação do Job Diagnostic Survey (Hackman & Oldham, 1976, 1980), com uma amostra heterogénea de 552 trabalhadores pertencentes a diversos grupos profissionais; Um segundo estudo exploratório de validação da Satisfação do Cliente Interno de uma versão extensa (75 itens) com uma amostra de 252 profissionais activos de variadas profissões; E, um terceiro estudo de validação confirmatória do Affective, Normative and Continuance Commitment (Meyer & Allen, 1991), com uma amostra heterogénea de 389 trabalhadores pertencentes a diversos grupos profissionais. O modelo validado identifica nove variáveis consideradas operacionalizações psicometricamente aptas para avaliar atitudes positivas, antecedentes e resultados no trabalho. Se as organizações forem capazes de utilizar de forma efectiva este modelo, os ganhos são irreversíveis, uma vez que a sua forma de trabalhar irá contribuir de forma mais positiva para a qualidade de vida das pessoas que nelas trabalham e podem ser mais competitivas nos mercados internacionais.
Descrição: Tese de dout., Psicologia, Faculdade de Ciências Humanas e Sociais, Univ. do Algarve, 2010
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.1/1562
Designação: Doutoramento em Psicologia. Psicologia das Organizações
Aparece nas colecções:FEC1-Teses
UA01-Teses

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Tese final.pdf2,15 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.