Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.1/1588
Título: Determinantes da estrutura de capital das empresas familiares portuguesas
Autor: Correia, Telma
Orientador: Matias, Maria Fernanda Ludovina Inácio
Palavras-chave: Empresas familiares
Estrutura de capital
Determinantes da estrutura de Capital
Endividamento total
Data de Defesa: 2003
Resumo: O presente estudo visa identificar os determinantes da estrutura de capital das empresas familiares portuguesas. Pretende-se testar o poder explicativo dos principais determinantes identificados pelas várias teorias da estrutura de capital no comportamento financeiro das empresas familiares e, identificar outros determinantes com base nas suas especificidades. A investigação incide sobre um conjunto de empresas familiares portuguesas que se constituíram como associados fundadores da Associação Portuguesa de Empresas Familiares (APEF). A informação financeira e não financeira foi recolhida através da aplicação de um questionário específico. Utilizando como metodologia estatística a regressão linear múltipla, os resultados obtidos sugerem que: a) as empresas familiares mais rentáveis apresentam menores rácios de dívida, b) as empresas que possuem um elevado valor de garantia dos activos registam um menor nível de endividamento total, c) a variabilidade dos resultados e o nível de endividamento estudado estão positivamente relacionados, d) a reputação da empresa e o nível de endividamento apresentam uma relação inversa, e) as empresas familiares que gozam de um maior nível de poupança fiscal não associado à dívida apresentam uma estrutura de capital menos endividada, f) as empresas familiares de menor dimensão apresentam maiores rácios de dívida, g) as empresas familiares que já ultrapassaram a 1a geração estão mais endividadas e h) a antiguidade do director financeiro está inversamente relacionada com o nível de endividamento total. As variáveis crescimento, controlo familiar, plano estratégico e director financeiro como membro familiar, parecem não explicar o comportamento financeiro das empresas estudadas. Face aos resultados obtidos, pode-se afirmar que a decisão de financiamento das empresas familiares é influenciada não só por factores financeiros, mas também por outras especificidades dessas empresas.
Descrição: Dissertação de mest., Finanças Empresariais, Faculdade de Economia, Univ. do Algarve, 2003
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.1/1588
Designação: Mestre em Finanças Empresariais
Aparece nas colecções:ESG1-Teses
UA01-Teses



FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.