Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.1/1725
Título: Ideias e práticas parentais de mães de crianças diagnosticadas com perturbação de hiperactividade com défice de atenção
Autor: Medeiros, Raquel
Orientador: Nunes, Cristina
Palavras-chave: Ideias e Práticas Parentais
PHDA
Data de Defesa: 2008
Resumo: O presente trabalho pretende aliar duas áreas ricas em investigação, o estudo das ideias e práticas parentais, com o estudo da Perturbação de Hiperactividade com Défice de Atenção (PHDA). Objectivo: Conhecer as ideias e práticas parentais de mães de crianças com diagnóstico de Perturbação de Hiperactividade com Défice de Atenção. Método: A amostra é constituída por 30 mães de crianças diagnosticadas com PHDA pelo Centro de Desenvolvimento Infantil do Hospital de Faro E.P.E., local onde a amostra foi recolhida. No momento da entrevista foram aplicados três instrumentos Questionários de Ideias dos Pais sobre Educação e Desenvolvimento de seus filhos (QIED); Questionário de Práticas Educativas (QPE); e a Escala de Conners para Pais, versão revista (forma reduzida). Deste modo foi possível proceder à realização de três estudos: análise dos processos hospitalares; estudo das Ideias e Práticas Parentais sobre Desenvolvimento e Educação; e, avaliação pelas mães dos Problemas Cognitivos/Desatenção, da Actividade Motora e da PHDA. Resultados: Os três estudos permitiram, na sua globalidade, confirmar o diagnóstico de PHDA nas crianças seleccionadas e conhecer as ideias e práticas educativas das mães. Verificou-se uma prevalência de crianças do sexo masculino, dado consonante com a revisão bibliográfica, e uma elevada percentagem de crianças prematuras. As mães das crianças com PHDA revelaram-se mães paradoxais segundo a revisão elaborada da literatura. Os três índices estudados (problemas cognitivos/desatenção; actividade motora e PHDA) apresentaram maior prevalência no nível marcadamente atípico. Conclusões: É fundamental criar estratégias preventivas para a PHDA, baseadas no normal desenvolvimento das crianças e na forma dos progenitores gerirem a sua educação. As crianças prematuras devem dispor de um acompanhamento direccionado para a prevenção dos comportamentos disruptivos típicos da PHDA, sendo fundamental para as crianças do sexo masculino. Verificou-se que as equipas de saúde dispõem de um papel privilegiado no desempenho das funções de promoção de saúde por serem uma referência para as mães em termos de aprendizagem.
Descrição: Dissertação de mest., Psicologia (Psicologia da Saúde), Faculdade de Ciências Humanas e Sociais, Universidade do Algarve, 2008
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.1/1725
Designação: Mestrado em Psicologia. Especialização em Psicologia da Saúde.
Aparece nas colecções:UA01-Teses

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Tese.pdf1,71 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.