Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.1/1757
Título: Contraceptivos orais
Autor: Costa, Cátia Sofia Piriquito
Orientador: Sepodes, Bruno
Palavras-chave: Contraceptivos orais
Riscos
Benefícios
Informação actualizada
Profissionais de saúde
Data de Defesa: 2011
Resumo: O desenvolvimento da contracepção oral é uma das grandes revoluções médicas e sociais do século XX. 1 Os contraceptivos orais impedem a gravidez graças às hormonas de síntese que interferem no desenvolvimento do ciclo. 2 Desde que a “Food and Drud Administration” (FDA) aprovou os primeiros contraceptivos orais, têm sido feitos grandes avanços que procuram responder a novas exigências. Nem sempre a introdução dos novos contraceptivos orais é acompanhada de informação esclarecedora, que permita encontrar o lugar a que lhe pertence no amplo espectro do arsenal disponível. 3,4 Tal como definido pela Organização Mundial de Saúde (OMS), a contracepção deve ser eficaz, reversível, acessível e bem tolerada. O impacto potencial da utilização de estrogénios e de progestagénios para a contracepção tem sido tema de controvérsia durante os últimos 10 a 15 anos, especialmente em relação ao risco vascular (arterial e venoso), assim como ao risco carcinogénico.1Existem tanto riscos como benefícios em tomar estes contraceptivos, que têm de ser considerados, tendo em conta a história médica e familiar e o tipo de vida da mulher em questão. 4 Os contraceptivos orais são os mais utilizados na actualidade do grande grupo de anticoncepcionais hormonais. O início cada vez mais precoce das relações sexuais e o maior acesso e interesse das mulheres para evitar gravidezes não desejadas obriga a uma actualização sobre o uso e a novos desenvolvimentos sobre a contracepção; e a planificação familiar é cada vez mais um motivo frequente das consultas de ginecologia.5 Torna-se então importante manter a informação sempre actualizada para uma melhor indicação destes medicamentos por parte dos profissionais de saúde e melhor utilização por parte das utentes.
Descrição: Dissertação de mest., Ciências Farmacêuticas, Faculdade de Ciências e Tecnologia, Univ. do Algarve, 2011
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.1/1757
Designação: Mestrado Integrado em Ciências Farmacêuticas
Aparece nas colecções:UA01-Teses

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
mono-FINAL[1].pdf1,27 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.