Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.1/1800
Título: O raciocínio matemático em actividades de investigação numa turma do 5º ano do ensino básico
Autor: Martins, Isa
Orientador: Carreira, Susana Paula Graça
Palavras-chave: Actividades de investigação
Raciocínio matemático
Pensamento matemático
Métodos pessoais dos alunos
Representações matemáticas
Estudo de caso
Sala de aula
Data de Defesa: 2010
Resumo: Este estudo incide na diversidade de raciocínios matemáticos presentes nos alunos de uma turma de 5º ano – da qual sou professora – na realização de actividades de investigação. Pretendendo evidenciar e explicar a pluralidade dos raciocínios matemáticos, formularam-se as questões de investigação: (i) Que formas diferenciadas de raciocínio matemático apresentam os alunos e quais as razões que os podem conduzir a determinado raciocínio? (ii) De que modo os raciocínios dos alunos lhes permitem chegar a resultados, com ou sem recurso aos conteúdos matemáticos tratados nas aulas? (iii) Como é que os alunos compreendem as situações propostas e de que modo essa apropriação evolui com o decorrer da prática neste tipo de actividades? O quadro teórico apresenta conceitos e perspectivas que caracterizam a natureza e o papel das actividades de investigação na educação matemática e analisa a noção de raciocínio matemático e os seus processos fundamentais. Adoptou-se uma abordagem qualitativa, com o design de estudo de caso. A recolha de dados incluiu a observação participante, entrevistas aos alunos, notas de campo e documentos produzidos pelos alunos. Os alunos apresentam formas diferenciadas de raciocínio, que evidenciam os seguintes processos: concretização de dados; registo e organização de dados; procura de regularidades; formulação e justificação de conjecturas; teste e validação, particularização/clarificação e generalização. A diversidade foi uma evidência do estudo: alguns alunos revelam facilidade e persistência na formulação, teste e confirmação ou refutação de conjecturas, com tendência para as formalizarem algebricamente; outros limitam-se à formulação, evidenciando maior necessidade de manipulação e de experimentação, nem sempre conseguindo generalizar. Foi saliente a importância do uso de várias representações na articulação dos raciocínios dos alunos. Durante o estudo, os alunos evoluíram em muitos aspectos: crescente envolvimento, entusiasmo e empenho na execução das tarefas, auto-confiança, criatividade, autonomia, curiosidade, persistência, mobilização de conhecimentos matemáticos e capacidade de comunicação.
Descrição: Dissertação de mest., Didáctica e Inovação no Ensino das Ciências (Matemática), Faculdade de Ciências e Tecnologia, Univ. do Algarve, 2010
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.1/1800
Designação: Mestrado em Didáctica e Inovação no Ensino das Ciências. Matemática
Aparece nas colecções:UA01-Teses

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Tese Isa.pdf7,95 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.