Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.1/2150
Título: Processamento de emoções realizado por sujeitos com traumatismo crânio-encefálico
Autor: Martins, Ana Teresa
Orientador: Reis, Alexandra
Esteves, Francisco
Palavras-chave: Traumatismo crânio-encefálico
Processamento de emoções
Desajustamento social
Data de Defesa: 2010
Resumo: O Traumatismo Crânio-Encefálico (TCE), provocado por uma força mecânica externa, é uma causa comum de lesão cerebral em populações jovens e para além das consequências físicas que podem advir deste quadro, são frequentemente observadas perturbações na esfera cognitiva, nomeadamente ao nível da linguagem, memória, atenção, e perturbações mais persistentes na esfera do comportamento emocional. Enquanto que as alterações físicas são geralmente reabilitadas pela medicina actual, as perturbações no comportamento e a sua possivel associação a um processamento inadequado de emoções, dado serem mais difíceis de avaliar e de intervir, podem persistir e ter repercursões negativas na esfera social, familiar e laboral dos sujeitos com TCE. Na última década observou-se um interesse acrescido ao nível das neurociências cognitivas por compreender este tipo de quadro. Neste contexto, têm sido desenvolvidos diferentes paradigmas experimentais aplicados a doentes com lesão cerebral que têm procurado esclarecer quais as bases neuronais subjacentes ao processamento de emoções e ao comportamento social. Com o objectivo de compreender o que muitos autores têm vindo a estudar no campo das relações entre cérebro, processamento de emoções e comportamento social, realizámos quatro estudos que pretenderam contribuir para uma melhor compreensão do processamento de emoções em sujeitos com TCE frontal e a sua possivel relação com as funções executivas e o desajustamento social: 1) Reconhecimento de expressões faciais representativas de emoções básicas; 2) Reconhecimento de expressões faciais representativas de emoções sociais; 3) Categorização de estados emocionais em contexto escrito; e 4) Julgamento de dilemas morais. Os resultados dos estudos foram convergentes ao reflectirem uma desvantagem dos sujeitos com lesões frontais relativamente a sujeitos saudáveis ao nível do processamento de emoções, sobretudo emoções de valência negativa e no julgamento de determinadas acções morais nomeadamente as acções com maior intensidade emocional. Foi igualmente verificada uma associação entre o nivel de desajustamento social e o reconhecimento visual de emoções sociais. Os resultados são igualmente sugestivos da existência de uma dissociação entre o desempenho cognitivo e o desempenho emocional nos participantes TCE, isto é, enquanto as capacidades cognitivas e a capacidade de avaliar estimulos neutros se mantêm intactas nestes sujeitos, o processamento de determinadas emoções encontra-se deficitário. Esta dissociação parece apoiar a existência de um circuito neuronal específico para o processamento de emoções.
Descrição: Tese de dout., Psicologia, Faculdade de Ciências Humanas e Sociais, Univ. do Algarve, 2010
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.1/2150
Designação: Doutoramento em Psicologia
Aparece nas colecções:UA01-Teses

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
TESE_Ana Teresa Martins.doc1,77 MBMicrosoft WordVer/Abrir    Acesso Restrito. Solicitar cópia ao autor!


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.