Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.1/264
Título: Satisfação profissional, cultura organizacional e desempenho profissional
Autor: Henriques, Maria dos Santos Silva Matias
Orientador: Gonçalves, Gabriela Maria Ramos
Palavras-chave: Satisfação profissional
Cultura organizacional
Empresas
Desempenho profissional
Data de Defesa: 2009
Resumo: O objectivo desta pesquisa foi tentar averiguar a relação entre a percepção da cultura organizacional na satisfação profissional e no desempenho profissional de 161 funcionários de uma empresa privada do sector da indústria automóvel. Os dados foram recolhidos através de um instrumento onde foram utilizadas duas escalas: o questionário FOCUS (First Organizational Culture Unified Search) (Neves e Jesuino, 1996); e a Escala de Satisfação Profissional descrita por Lima, Vala e Monteiro, (1994); acresce um item que se refere à menção qualitativa atribuída ao desempenho profissional. Foram também inseridas as variáveis sócio demográficas caracterizadoras da população em estudo. O estudo aflora conhecimentos históricos da administração correlacionados com os diversos modelos teóricos da satisfação profissional e da motivação de satisfação, bem como o modelo teórico de referência: tipologia de Quinn, e desempenho profissional. Os principais resultados para a amostra considerada sugerem que a relação das orientações de cultura sobre a satisfação revelou-se bastante expressiva, o que revela que quanto maior a intensidade da percepção das diferentes dimensões da cultura, tanto maior a satisfação dos indivíduos. Os resultados sugerem ainda, que a cultura da organização em estudo é percepcionada sobretudo como uma cultura de inovação. Apesar de alguns estudos mencionarem a relação entre a cultura organizacional, a satisfação no trabalho e o desempenho, no nosso estudo não se observou relação entre a cultura nas suas quatro dimensões e o desempenho, assim como a ausência de relação entre a satisfação profissional e o desempenho. Contudo apesar de as diferenças não serem significativas os colaboradores com melhor avaliação de desempenho estão ligeiramente mais satisfeitos do que os colaboradores com avaliação inferior. Relativamente às variáveis demográficas o estudo sugeriu relação significativa entre a idade e a dimensão inovação; as habilitações académicas têm uma relação significativa nas dimensões apoio, inovação e regras. Observou-se que o género, habilitações académicas e a categoria profissional apresentam uma relação significativa com a satisfação profissional. O desempenho profissional apresenta relação significativa com a idade, categoria profissional e tempo de serviço.
Descrição: Dissertação de mest., Psicologia, Faculdade de Ciências Humanas e Sociais, Universidade do Algarve, 2009
URI: http://hdl.handle.net/10400.1/264
Designação: Mestrado em Psicologia
Aparece nas colecções:UA01-Teses

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Satisfação Profissional, Cultura Organizacional e Desempenho Profissional.pdf1,04 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.