Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.1/2763
Título: Necessidades formativas dos enfermeiros de pediatria na educação para a saúde a pais de crianças com afecções respiratórias
Autor: Mourão, Emanuel José Martins
Orientador: Faria, Maria Cristina Campos de Sousa
Palavras-chave: Afecções respiratórias
Relação enfermeiros-pais-crianças
Formação dos enfermeiros de pediatria
Educação para a saúde
Data de Defesa: 2012
Resumo: Para os Enfermeiros, a Educação para a Saúde é uma preocupação de todos os dias: tornar os indivíduos mais autónomos nos auto-cuidados, mas acima de tudo, mais informados e formados para um estilo de vida individual mais saudável e mais autónomo. A Educação para a Saúde a Pais é uma preocupação mais específica na realidade dos cuidados pediátricos e, tal como em muitas práticas e contextos de trabalho e de cuidados, os Profissionais que os desenvolvem sentem necessidades de formação que devem ser colmatadas para uma prática profissional de qualidade e excelência. A presente investigação tem como principal objectivo identificar as necessidades formativas dos Enfermeiros de Pediatria, num contexto geral mas também específico, nos cuidados de Enfermagem a crianças e adolescentes hospitalizados com afecções respiratórias. Partindo da questão de investigação: Quais as necessidades formativas dos enfermeiros para desenvolverem educação para a saúde a pais de crianças hospitalizadas com afecções respiratórias? pretende-se identificar necessidades formativas, mas também preocupações dos Enfermeiros de Pediatria para se construir/planificar um projecto de formação profissional para esses Enfermeiros. A investigação, de carácter transversal descritivo, qualitativo e quantitativo, teve como campo de acção o complexo contexto teórico e prático da relação Enfermeiro-Criança/Pais e como fonte de dados dois questionários que levou aos Enfermeiros reflectirem as suas práticas e necessidades formativas. Foi utilizada a Análise de Conteúdo na análise das respostas, bem como a Estatística Descritiva. A amostra, constituída por 28 Enfermeiros do Hospital de Faro, representando 31,11% dos Enfermeiros de Pediatria desse hospital, identificou como necessidades de formação profissional o Suporte de Vida, a Comunicação, a Ventilação e a Formação na Área da Saúde Infantil e Pediátrica. Também enalteceram muitos aspectos como influência à sua prática e satisfação que, reflectindo-se em competências profissionais, estes aspectos dizem respeito à própria formação contínua para o desenvolvimento profissional e aos cuidados de saúde interprofissionais na prestação e gestão dos cuidados. Os Enfermeiros referem que a aquisição de mais conhecimentos, uma realidade a se desenvolver ao longo iv do tempo, mudará a sua prática, e que se a relação interdisciplinar ou multidisciplinar for melhor, também maior será a sua satisfação como Enfermeiros do Hospital de Faro, EPE.
Descrição: Dissertação de mest., Ciências da Educação (Educação e Formação de Adultos), Faculdade de Ciências Humanas e Sociais, Univ. do Algarve, 2012
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.1/2763
Designação: Mestrado em Ciências da Educação e Formação de Adultos
Aparece nas colecções:UA01-Teses

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
NECESSIDADES FORMATIVAS DOS ENFERMEIROS DE PEDIATRIA.pdf3,02 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.