Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.1/2890
Título: Estudo da qualidade bioquímica das posturas de progenitores "selvagens" de amêijoa-macha Venerupis senegalensis (Gmelin, 1791)
Autor: Vera, Cátia Sofia
Orientador: Fonseca, Custódia
Joaquim, Sandra
Palavras-chave: Bivalves
Venerupis senegalensis
Amêijoa-macha
Composição bioquímica
Qualidade dos ovócitos
Data de Defesa: 2010
Resumo: O estudo da qualidade dos ovócitos libertados por progenitores “selvagens” da espécie amêijoa-macha Venerupis senegalensis (=pullastra) poderá contribuir tanto para a definição de critérios de qualidade aplicáveis às maternidades deste bivalve, bem como poderá ser encarado como um indicador do potencial de reprodução da espécie e da eficiência de um sistema de produção. A qualidade dos ovócitos é um dos factores determinantes da viabilidade larvar. A caracterização bioquímica dos ovócitos poderá ajudar a compreender melhor como se processa a acumulação e transferência de reservas para a gónada das fêmeas, em função das condições ambientais a que estão sujeitas. Neste estudo, os objectivos foram i) determinar a composição bioquímica (proteínas, lípidos totais, lípidos neutros, fosfolípidos, hidratos de carbono, açúcares redutores livres, polissacarídeos e matéria orgânica) dos ovócitos resultantes da postura de progenitores “selvagens” de Venerupis senegalensis e ii) estabelecer critérios indicadores da qualidade desses ovócitos. As proteínas são o constituinte mais abundante nos ovócitos (18-38 % de peso seco), seguidas pelos lípidos totais (7-17 % de peso seco) e hidratos de carbono (1-3 % de peso seco). O resultado das correlações entre os parâmetros (temperatura, matéria orgânica, proteínas, índice de condição e índice gonadal) dos progenitores e os ovócitos sugerem que o conteúdo em lípidos, nomeadamente fosfolípidos pode ser utilizado como um critério de qualidade dos ovócitos. Ainda ficou demonstrado que V. senegalensis tem um período de postura alargado sem variações significativas de qualidade ovacitária, o que permite a indução da postura em maternidade ao longo do período de maturação e postura. Em síntese, a definição de índices de qualidade avaliam a qualidade dos ovócitos e consequentemente das larvas mas são necessários futuros estudos sobre a viabilidade larvar destes ovócitos, para validar os índices de qualidade encontrados. Esta informação é uma contribuição para o conhecimento do ciclo reprodutivo da V. senegalensis e poderá ser aplicada na maternidade destes bivalves, contribuindo para uma sua melhor gestão.
Descrição: Dissertação de mest., Aquacultura e Pescas (Aquacultura), Faculdade de Ciências e Tecnologia, Univ. do Algarve, 2010
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.1/2890
Designação: Mestrado em Aquacultura e Pescas. Aquacultura
Aparece nas colecções:UA01-Teses

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Tese mestrado aluno 20050.pdf1,48 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.