Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.1/3011
Título: Romanceiro e memória
Autor: Ferré, Pere
Data: 2011
Editora: Centro de Estudos Clássicos/Centro de Estudos Comparatistas/Húmus
Resumo: Até à introdução da imprensa de caracteres móveis, e não só, a leitura em voz alta era a forma de ler. Assim era feita a transmissão de toda a literatura. Por isso, ler era dizer, e disso fica a marca clara do livro "que diz" ou do "autor que fala". Por isso, repito, ler era, entre outras coisas, ler em voz alta para um vasto auditório. Sim, porque o próprio teatro podia até não ser representado mas, simplesmente, lido em voz alta; e disso temos bons exemplos com a "Celestina" ou, em Portugal, com Gil Vicente, na "Comedia de Don Duardos".
Descrição: Coordenação de José Pedro Serra, Helena Carvalhão Buescu, Ariadne Nunes e Rui Carlos Fonseca
Peer review: no
URI: http://hdl.handle.net/10400.1/3011
ISBN: 978-989-8139-89-4
Aparece nas colecções:CAC3-Livros (ou partes, com ou sem arbitragem científica)

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Romanceiro e Memoria.pdf13,03 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.