Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.1/306
Título: Indicadores de maus-tratos infantis: um estudo exploratório em crianças do 1º ciclo do concelho de Olhão
Autor: Nunes, Sónia Isabel de Sousa Coelho
Orientador: Lemos, Ida
Palavras-chave: Teses
Escolas
Crianças
Maus tratos
Desenvolvimento da criança
Data de Defesa: 2009
Resumo: O presente trabalho teve como principal objectivo investigar a presença de indicadores de maus-tratos em crianças que frequentam o primeiro ciclo de escolaridade obrigatória. Foram inquiridos 105 professores do 1º Ciclo do Concelho de Olhão, tendo sido abrangidas todas as escolas da rede pública e privada do Concelho de Olhão (treze escolas de ensino público e duas escolas de ensino privado). Os professores participantes no estudo identificaram 73 crianças como possíveis vítimas de maus-tratos. Para a recolha dos dados foi elaborado um questionário de Caracterização Sócio-Demográfica e Familiar e ainda um questionário de Caracterização dos Maus-Tratos Infantis. Este último foi construído com base numa versão adaptada da Cartilha Epidemiológica (2005) e atendendo aos dados divulgados no relatório publicado pelo Commonwealth Department of Health and Aged Care (2000). Os resultados obtidos neste estudo indicaram que a maioria das crianças assinaladas como vítimas de maus-tratos tinham entre sete e oito anos de idade, pertenciam a um nível socioeconómico desfavorecido, e residiam, maioritariamente, em meio urbano. Também, uma percentagem significativa das crianças em estudo apresentava uma ou mais retenções e entre as crianças sinalizadas como apresentando sinais consonantes com maus-tratos, uma elevada percentagem manifestava dificuldades de aprendizagem, dificuldades em manter a atenção/concentração e desmotivação face à escola. De igual modo, os professores assinalaram a presença de sintomatologia psicopatológica nestas crianças consistente com perturbações do tipo interiorizado. Por sua vez, o tempo de experiência profissional e o facto de leccionar em escolas e turmas de pequenas dimensões são sugeridos como factores facilitadores da identificação de maus-tratos infantis junto dos professores. Os resultados obtidos são discutidos, são apresentadas algumas limitações do estudo e efectuadas propostas de investigações futuras.
Descrição: Dissertação mest., Psicologia, Universidade do Algarve, 2009
URI: http://hdl.handle.net/10400.1/306
Designação: Mestrado em Psicologia. Psicologia da Saúde
Aparece nas colecções:UA01-Teses

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Tese Mestrado Sonia Coelho Nunes.pdf1,55 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.