Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.1/3150
Título: Ritmos de postura do sargo (Diplodus sargus) e da safia (Diplodus vulgaris). Identificação da microflora associada aos ovos
Autor: Santos, Cátia Margarida Lopes Ribeiro dos
Orientador: Dinis, Maria Teresa
Oliveira, Catarina
Soares, Florbela
Palavras-chave: Diplodus vulgaris
Diplodus sargus
Ritmos estacionais
Ritmos diários
Posturas
Ovos
Flora bacteriana
Data de Defesa: 2011
Resumo: Uma das características mais marcantes da reprodução em teleósteos de zonas temperadas peixes é a sazonalidade. No entanto, a reprodução não deve ser considerada um fenómeno exclusivamente anual, visto poder apresentar também uma rítmicidade lunar e diária em alguns casos. Neste estudo foram investigados os ritmos estacionais e diários de postura em duas espécies da família Sparidae, na safia (Diplodus vulgaris) e no sargo (Diplodus sargus), bem como o seu possível controlo endógeno em condições de luz constante (LL) no sargo. A época de postura da safia e do sargo, neste estudo, teve uma duração de cerca de dois meses e de cinco meses, tendo deixado de desovar abaixo dos 15º C e dos 12 º C, respectivamente. Ambas as espécies apresentaram ritmos diários de postura muito marcados, ocorrendo um pico por volta das 21h00. No caso do sargo, quando os peixes foram expostos a um fotoperíodo LL, o ritmo de postura manteve-se durante os cinco dias de ensaio, sugerindo a presença de um relógio endógeno a controlar este ritmo. Contudo, após a mudança do ciclo LL de novo para o fotoperíodo inicial, luz/escuridão (LD), os peixes ressincronizaram a sua postura, atrasando-a 4 horas durante os primeiros dias, após os quais voltaram ao ritmo de postura inicial. Um conhecimento mais aprofundado destes ritmos em espécies cultivadas em aquacultura representa uma mais-valia na melhora dos protocolos de produção de ovos nas maternidades. Assim como o conhecimento da composição específica e quantidades relativas de bactérias normalmente associadas aos ovos. Neste estudo o número total de bactérias presentes nos ovos de safia rondou os 105-106 ufc.g-1 e 104-105 ufc.g-1 nos ovos de sargo. Os géneros identificados nos ovos de ambas as espécies foram Vibrio e Aeromonas, bem como Flavobacterium e Micrococcus nos ovos de safia.
Descrição: Dissertação de mest., Aquacultura e Pescas (Aquacultura), Faculdade de Ciências e Tecnologia, Univ. do Algarve, 2011
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.1/3150
Designação: Mestrado no ramo de Aquacultura. Aquacultura
Aparece nas colecções:UA01-Teses

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
TESE DE MESTRADO Cátia Santos.pdf13,12 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.