Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.1/3172
Título: Compostos bioactivos de microalgas com interesse em aquacultura como imunoestimulantes, antioxidantes e antibióticos
Autor: Mendes, Nuno Gonçalo Ramos
Orientador: Varela, J.
Custódio, Luísa Margarida Batista
Palavras-chave: Microalgas
Actividade antioxidante
Actividade antimicrobiana
Actividade quelante, respiratory burst
Data de Defesa: 2011
Resumo: As microalgas têm um papel fundamental na produção de diversos organismos marinhos, principalmente na sua fase larvar, sendo indispensáveis à sua criação. Para além da sua importância nutricional, diversos estudos apontam para a existência de outros compostos com propriedades imunomodulatórias em microalgas. Estes compostos podem ajudar a reduzir os impactos nos surtos de zoonoses em instalações de aquacultura, nomeadamente na de Sparus aurata. Neste trabalho estudou-se a actividade biológica de extractos aquosos das microalgas Tetraselmis chuii (T-iso), Isochrysis galbana, Nannochloropsis oculata, Scenedesmus sp. e Botryococcus braunii em relação à sua influência no respiratory burst de fagócitos de Sparus aurata e à capacidade antimicrobiana sobre Listonella anguillarum, Vibrio fischeri e Photobacterium danselae piscicida dos extractos aquosos, de hexano acetona e éter dietílico das referidas microalgas. Também se determinou a actividade antioxidante dos extractos aquosos por método de DPPH e por capacidade quelante de Fe2+ e Cu2+. O presente trabalho apontou para a existência de propriedades antioxidantes, determinadas pelo método DPPH, nos extractos aquosos com 10 mg/mL de T. chuii, B. braunii, Scenedesmus sp. e N. oculata, tendo registado actividades antioxidantes de 73,2±2,4%; 38,6±4,9%; 23,0±3,1% e 18,6±3,0%, respectivamente. Todos os extractos aquosos mostraram capacidade quelante de Fe2+, com a I. galbana e a Scenedesmus sp. a terem o registo mais elevado de, respectivamente, 101,24±2,69% e 102,09±1,03%. A actividade quelante de Cu2+ de I. galbana, T. chuii, B. braunii, Scenedesmus sp. e N. oculata foi respectivamente de 32,53 ± 5,89%, 18,43 ± 18,56%, 26,27 ± 18,03%, 9,68 ± 16,84% e 29,32 ± 17,76%. O estudo da indução da produção de ROS apenas revelou diferenças significativas nas amostras de 2 dos 3 peixes estudados individualmente, destacando-se as microalgas I. galbana e Scenedesmus sp.. No entanto não houve diferenças significativas considerando a média dos 3 peixes, concluiundo-se que os fagócitos reagem de forma diferente de peixe para peixe ao estímulo provocado por estas microalgas. Quanto à indução da produção de NO, apenas a I. galbana estimulou a sua produção. Não foram observadas propriedades antibióticas nos extractos aquosos estudados, sobre L. anguillarum nem contra P. damselae piscicida. iv Palavras – chave: microalgas; actividade antioxidante; actividade antimicrobiana; actividade quelante, respiratory burst.
Descrição: Dissertação de mest., Aquacultura e Pescas (Aquacultura), Faculdade de Ciências e Tecnologia, Univ. do Algarve, 2011
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.1/3172
Designação: Mestrado em Aquacultura e Pescas. Aquacultura
Aparece nas colecções:UA01-Teses

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Tese_de_Mestrado_Nuno_Mendes_29829.pdf1,14 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.