Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.1/3258
Título: Avaliação da actividade biológica de extractos de diferentes espécies de microalgas
Autor: Soares, Fernando José Afonso Sentinha
Orientador: Varela, J.
Custódio, Luísa Margarida Batista
Palavras-chave: Microalgas
Antioxidantes
Cancro
Data de Defesa: 2011
Resumo: A nossa sociedade enfrenta diversas dificuldades devido ao aparecimento e/ou agravamento de várias doenças ao longo do tempo, o que conduz à crescente necessidade de pesquisa de novos compostos biológicos de origem natural com aplicações biomédicas. As microalgas são reconhecidas como uma potencial fonte de produtos com interesse comercial para a aquacultura, indústria farmacêutica e cosmética. Neste contexto, este estudo teve como objectivo avaliar a actividade biológica de diferentes extractos de espécies de microalgas (Botryococcus braunii, Isochrysis galbana T-ISO, Nannochloropsis oculata, Tetraselmis sp. e Scenedesmus sp.), nomeadamente actividade antioxidante (DPPH e ABTS), actividade antitumoral (MTT) in vitro na linha celular tumoral do hepatocarcinona humano HepG2, actividade neuroprotectora através da avaliação da capacidade inibitória da enzima AChE e a actividade quelante do Fe2+ e Cu2+. O extracto de acetona da espécie I. galbana T-ISO apresentou maior actividade antioxidante segundo o método de DPPH (IC50=1,90 mg/mL). As espécies com maior impacto ao nível da redução da viabilidade celular da linha tumoral HepG2 foram as seguintes: I. galbana T-ISO (acetona: IC50=81,3 μg/mL; IS=3,15; éter: IC50=114,03 μg/mL; IS=2,06), Tetraselmis sp. (hexano; IC50=58,25 μg/mL; IS=1,48) e Scenedesmus sp. (hexano; IC50=93,17 μg/mL: IS=1,10). O extracto de acetona da espécie B. braunii apresentou a maior actividade inibitória da AChE (IC50= 0,05 mg/mL). Os extractos de hexano das espécies N. oculata (IC50= 0,70 mg/mL) e Scenedesmus sp. (IC50= 0,73 mg/mL) apresentaram os valores mais elevados de actividade quelante contra o Fe2+. Por outro lado, os extractos de hexano das espécies I. galbana T-ISO (IC50 = 0,90 mg/mL) e Scenedesmus sp. (IC50 = 0,91 mg/mL) apresentaram os valores mais elevados de actividade quelante contra o Cu2+. A I. galbana T-ISO revelou ser a espécie mais promissora em termos de compostos com actividades biológicas, portanto será importante avaliar que tipos de compostos são responsáveis por esta elevada bioactividade em estudos futuros.
Descrição: Dissertação de mest., Biologia Marinha (Biotecnologia Marinha), Faculdade de Ciências e Tecnologia, Univ. do Algarve, 2011
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.1/3258
Designação: Mestrado em Biologia Marinha. Biotecnologia Marinha
Aparece nas colecções:UA01-Teses

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Tese_Mestrado_Fernando_Soares_2011.pdf1,4 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.