Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.1/3289
Título: Imunização ora: aplicações do quitosano em sistemas nanoparticulares
Autor: Costa, César Miguel Canha Rabi da
Orientador: Grenha, Ana
Palavras-chave: Vacinas
Vacinação oral
Nanopartículas
Análise custo-benefício
Data de Defesa: 2012
Resumo: A vacinação é tida como o meio com melhor relação custo-efetividade disponível para a prevenção de perdas económicas e morbilidades causadas por doenças infetocontagiosas. A par da via parenteral, dita convencional, existem vias menos dispendiosas, mais naturais e de caráter não-invasivo, como sejam as vias oral, nasal e ocular, entre outras. O desenvolvimento de técnicas, materiais e dispositivos que utilizam as vias mucosas para produzir imunização têm sido vistas como uma enorme potencialidade, pelo facto de possibilitar a produção de imunidade tanto local como sistémica e pelas diversas vantagens relativamente à via parenteral, como a melhor aceitação por parte da população e a redução de custos operacionais e logísticos. A via oral tem sido a via mais explorada pelos investigadores nas novas abordagens para produzir imunização deliberada. Esta via apresenta como vantagens o facto de ser a via mais natural de administração de fármacos, a par de dispensar a presença de profissionais de saúde especializados para a sua administração e de esta ser uma via não-invasiva. A utilização de sistemas nanoparticulados acrescenta ainda mais vantagens a esta via de administração, ao proporcionar uma melhor absorção dos antigénios a nível do intestino, oferecendo ainda possibilidade de direcionamento dos mesmos a determinados grupos de células que possuem um papel relevante no desencadeamento da resposta imunitária. Estas nanopartículas podem ser formadas por diversos polímeros, sendo o quitosano um dos polímeros de eleição para efeitos de produção de imunização. Este polímero possui propriedades mucoadesivas, biocompatibilidade, biodegradabilidade e permite ainda um aumento transitório da permeabilidade da mucosa intestinal, favorecendo assim a absorção das nanopartículas ou dos antigénios. Esta monografia pretende, desta forma, elaborar uma revisão relativamente ao conhecimento, funcionamento, potencialidades, limitações e custos relacionados com a utilização desta promissora tecnologia ao serviço da saúde.
Descrição: Dissertação de mest., Ciências Farmacêuticas, Faculdade de Ciências e Tecnologia, Univ. do Algarve, 2012
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.1/3289
Designação: Mestrado Integrado em Ciências Farmacêuticas
Aparece nas colecções:UA01-Teses

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Imunização oral aplicações do quitosano em sistemas nanopart.pdf1,49 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.