Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.1/333
Título: Os sentimentos/dificuldades dos efermeiros face ao doente ocológico em fase terminal no domicílio e a sua interferência no cuidar
Autor: Moreira, Cidália Diogo Nilha
Orientador: Gonçalves, Fernando Ribeiro
Palavras-chave: Teses
Educação de adultos
Enfermeiros
Sentimentos
Dificuldades
Doente oncológico
Fase terminal
Domicílio
Cuidar
Data de Defesa: 2007
Resumo: O presente estudo surgiu das vivências dos Enfermeiros com a doença oncológica em fase terminal no domicílio, das suas dificuldades face ao cuidar. Trata-se de um estudo qualitativo, na primeira fase , exploratório, onde se procurou numa amostra total de 11 Enfermeiros( total dos Enfermeiros do Centro de Saúde de Aljustrel) identificar os sentimentos / dificuldades experimentados pelos Enfermeiros quando prestam cuidados ao doente oncológico em fase terminal no domicilio através de entrevistas exploratórias, sendo feita a análise de conteúdo. Numa 2ª fase optou-se por um estudo quantitativo, cor relacional, onde procurámos saber qual a relação entre os sentimentos / dificuldades e os cuidados prestados (competências), que implica o teste especifico de determinada variável sobre outra, numa amostra estratificada de 172 enfermeiros ( abrangendo os 14 Centros de Saúde da Sub- Região de Saúde de Beja) Utilizámos como método de recolha de dados o inquérito por questionário, que foi sujeito a um pré teste. O questionário foi construído com base num quadro em que figuram os sentimentos / dificuldades (num total de10 ), identificados através das entrevistas exploratórias que vão fazer a correspondência, com os cuidados (num total de 11), relacionados com a exigência de competências relacionais, tidas como essenciais. O tratamento dos dados foi feito através do programa S.P.S.S for Windows e o índice de homogeneidade alfa foi de 0,978. Os resultados revelaram que os sentimentos/ dificuldades influenciam o cuidar. Todos os sentimentos são de natureza negativa, o que poderá diminuir a qualidade dos cuidados. Há uma baixa percentagem de enfermeiros com formação em cuidados paliativos e a dificuldade “formação deficiente” interfere com nove das onze competências identificadas.
Descrição: Dissertação mest., Ciências da Educação, Universidade do Algarve, 2007
URI: http://hdl.handle.net/10400.1/333
Designação: Mestrado em Ciências da Educação. Educação e Formação de Adultos
Aparece nas colecções:UA01-Teses

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
TESE CIDALIA FINAL PDF.pdf839,27 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.