Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.1/338
Título: Estudo da acção anti-tumural do extracto de ciprosina, isolado de Cynara cardunculus
Autor: Soares, Rita Isabel Ganchas
Orientador: Cruz, Helder
Belo, José António
Palavras-chave: Teses
Engenharia biológica
Cancro
Plantas medicinais
Medicina experimental
Data de Defesa: 2008
Resumo: A ciência tem sugerido inúmeras estratégias para o combate ao cancro. O desenvolvimento de terapias recorrendo a compostos isolados de plantas surge como um método de tratamento cujo conhecimento não está totalmente explorado, mas representa um campo promissor para a medicina. O presente trabalho teve como objectivo avaliar o potencial anti-tumoral do extracto de ciprosina, extraído da planta do cardo, Cynara cardunculus. A actividade anti-tumoral foi testada em linhas celulares tumorais humanas derivadas de: carcinoma (HCT116), fibrossarcoma (HT1080), rabdomiossarcoma (TE671) e adenocarcinoma (Hela), assim como em linhas celulares não tumorais epiteliais, de intestino humano (FHs74 Int) e de rim de macaco verde africano (Vero). Os resultados permitiram verificar que o método de Sulforrodamina B (SRB) é o mais adequado para o estudo da citotoxicidade do extracto de ciprosina, sendo o seu grau de citotoxicidade avaliado de acordo com o parâmetro IC50. Verificou-se que o extracto de ciprosina a 1000 μg/mL provocou a lise da maioria da população de todas as linhas celulares estudadas, e que o extracto à concentração de 100 μg/mL provocou alterações morfológicas em todas as linhas tumorais, apresentando as células sinais de lise, enquanto que nas linhas celulares não tumorais não se verificaram alterações significativas na morfologia nem no crescimento celular. Verificou-se que o extracto de ciprosina apresenta uma citotoxicidade mais acentuada nas linhas tumorais, sendo a linha celular HCT116 a mais sensível. Esta linha celular (IC50 de HCT116 = 38.6 μg/mL) é três a dezasseis vezes mais sensível que as linhas celulares não tumorais, respectivamente FHs74 Int (IC50 = 118.5 μg/mL) e Vero (617.8 μg/mL). O potencial anti-tumoral do extracto de ciprosina manifestou-se pela sua capacidade de induzir alterações morfológicas, inibir o crescimento celular e induzir morte celular. O extracto de ciprosina à concentração de 100 μg/mL aparenta estar na base de uma terapia anti-tumoral, mais especificamente a terapia do cancro do cólon.
Descrição: Dissertação mest., Engenharia Biológica, Universidade do Algarve, 2008
URI: http://hdl.handle.net/10400.1/338
Designação: Mestrado Integrado em Engenharia Biológica
Aparece nas colecções:UA01-Teses

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
TESE MESTRADO_Rita Soares.pdf5,94 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.