Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.1/3431
Título: Apresentação de um modelo distribuído de precipitação/escoamento superficial
Autor: Lança, Rui
Rodrigues, Carmona
Palavras-chave: Cheias
Gestão de bacias hidrográficas
Modelo distribuído de precipitação/escoamento superficial
Onda cinemática
Infiltração
Data: Set-2000
Editora: Associação Portuguesa dos Recursos Hídricos
Resumo: O estudo e compreensão dos fenómenos que provocam uma cheia é fundamental para a segurança das populações e dos bens que se encontram em zonas ciclicamente inundáveis. Estes locais são preferenciais para a fixação de população, tanto pela via de comunicação fluvial, como pela fertilidade dos solos aluvionares. O aspecto mais relevante desta comunicação consiste em apresentar um modelo de precipitação/escoamento superficial que toma em consideração o fenómeno distribuído em toda a área da bacia, sendo a metodologia válida para todos os pontos da bacia, encosta ou linha de água, por forma a conseguir prever quais as modificações induzidas na relação precipitação/escoamento superficial devido a modificações antrópicas ou não na bacia. Possibilitando uma abordagem de controlo de cheias, não pela intervenção no leito como é usual, mas pelo reordenamento da bacia, práticas de conservação do solo e alteração do seu uso. O modelo baseia-se em equações físicas para modelar os fenómenos da infiltração e do escoamento superficial. Para modelar o escoamento superficial o modelo desenvolvido emprega a equação da onda cinemática. Esta equação é resolvida por dois métodos numéricos distintos, por forma a detectar acumulação de erros e problemas de convergência. A rede hidrográfica é alimentada por caudais de percurso que são determinados pelo excesso de precipitação, numa visão do escoamento superficial descrita por Horton, 1933. O excesso de precipitação é função da intensidade de precipitação e das propriedade hidrológicas do solo. A modelação da infiltração é efectuada por dois métodos distintos, a equação de Green-Ampt e o método da Curva Número do Soil Conservation Service, por forma a que os resultados possam ser controlados e aferidos mais facilmente. O modelo desenvolvido é aplicado à bacia hidrográfica da Ribeira de Alportel, exemplo que serve para aferir os dados por retro-análise, comparando os resultados obtidos pela simulação com os valores de campo observados na estação hidrométrica de Bodega. Deste modo, é possível prever para possíveis cenários de alteração das condições da bacia hidrográfica qual a futura resposta da bacia hidrográfica a eventos pluviométricos.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.1/3431
Aparece nas colecções:ISE2-Artigos (em revistas ou actas indexadas)

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
2000_lanca_carmona_um_modelo_distribuido_de_precipitacao_escoamento_supperficial_5congresso_agua.pdf1,73 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.