Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.1/3479
Título: Análise por anisotropia de fluorescência em estado estacionário, de misturas lipídicas canónicas envolvidas na heterogeneidade de membranas modelo
Autor: Cristo, Joana Isabel Guerreiro
Orientador: Martins, Jorge
Palavras-chave: Ciências biomédicas
Colesterol
Células
Membranas
Lípidos
Diabetes
Doenças cardiovasculares
Aterosclerose
Obesidade
Data de Defesa: 2012
Resumo: O funcionamento/sobrevivência das células depende do colesterol (Chol), presente nas membranas biológicas. A interação colesterol-lípidos das membranas biológicas é fundamental em processos como: sinalização celular; resposta ao stress e reprodução. Existe um elevado controlo dos níveis de colesterol nas células, havendo um equilíbrio biossíntese/obtenção e armazenamento/efluxo de colesterol. Um desequilíbrio nestes controlos, conduz a situações patológicas como: obesidade; diabetes e doenças cardiovasculares, como a aterosclerose. O colesterol constituí cerca de 30-50% da massa lipídica da membrana plasmática, modulando as suas propriedades físico-químicas, nomeadamente: aumento da espessura da zona hidrofóbica; alteração nas temperaturas de transição de fase; ordenação e diminuição da fluidez nas bicamadas lipídicas. Na literatura encontram-se diagramas de fases para misturas de POPC (1-palmitoíl-2-oleiloíl-sn-glicero-3-fosfatidilcolina)/Chol e esfingomielina (SM)/Chol, mas estes não estão definitivamente estabelecidos. Clarificar como a adição de colesterol afecta a fluidez de bicamadas lipídicas é muito importante, possibilitando elucidar aspetos físico-químicos que modulam as membranas biológicas entre os estados normal/patológico, sendo este o objetivo principal deste trabalho. O efeito da adição de colesterol, na fluidez de bicamadas lipídicas em misturas lipídicas binárias: POPC + Chol; egg-SM (esfingomielina de ovo) + Chol; e em misturas lipídicas ternárias: POPC + egg-SM + Chol, foi determinado por anisotropia de fluorescência, em estado estacionário, utilizando DPH (1,6-difenil-1,3,5-hexatrieno), como sonda fluorescente. De forma geral, o aumento da temperatura faz diminuir os valores de anisotropia de fluorescência do DPH, sugerindo uma diminuição na ordenação das bicamadas lipídicas e o aumento na sua fluidez. Por outro lado, a adição de colesterol faz aumentar os valores de anisotropia de fluorescência do DPH, reportando que o meio que rodeia o DPH está mais ordenado, logo a fluidez da bicamada lipídica é menor. Os resultados obtidos neste trabalho, estão de acordo com o diagrama de fases existente para a mistura lipídica DMPC (1,2-dimiristoíl-glicero-sn-3-fosfatidilcolina)/DPPC (1,2-dipalmitoíl-glicero-sn-3-fosfatidilcolina), no entanto, discordam significativamente com os diagramas de fase POPC/Chol e SM/Chol existentes na literatura.
Descrição: Dissertação de mest., Ciências Biomédicas, Departamento de Ciências Biomédicas e Medicina, Univ. do Algarve, 2012
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.1/3479
Designação: Mestrado em Ciências Biomédicas
Aparece nas colecções:UA01-Teses

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Tese versão final.pdf2,3 MBAdobe PDFVer/Abrir
Anexos da tese versão final.pdf721 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.