Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.1/3513
Título: Atitudes face à sexualidade na deficiência intelectual: a importância da formação em educação sexual
Autor: Silva, Ana Filipa Sequeira
Orientador: Martins, Maria Helena
Data de Defesa: 2013
Resumo: A educação sexual assume-se como uma importante influência no desenvolvimento de atitudes e comportamentos relativos à manifestação da sexualidade e à forma como se está no mundo, como nos percecionamos nós e como percecionamos o outro, exercendo elevado impacto no modo de interagir com o exterior. A presente investigação tem como objetivo principal analisar as atitudes face à sexualidade na deficiência intelectual, considerando a importância da formação em educação sexual. O trabalho de investigação decorreu em três instituições distintas. A amostra que integra o estudo é constituída por 77 indivíduos (N=77), 32 participantes integram o subgrupo de jovens com deficiência intelectual, 11 dos indivíduos integram o subgrupo dos pais, e 34 dos indivíduos são profissionais que trabalham com a população deficiente intelectual. Os instrumentos que serviram de suporte no estudo dizem respeito a três questionários desenvolvidos para a presente investigação, que se destinam a cada subgrupo que constituem à amostra. O questionário elaborado para os jovens teve como base um instrumento adaptado por Macário (2010), “Questionário sobre Educação Sexual em Contexto Escolar- Alunos”- QUESCE-A. Relativamente aos questionários destinados aos pais e profissionais estes foram elaborados a partir de duas escalas utilizadas em estudos anteriores, nomeadamente “Atitudes dos pais face à afetividade e sexualidade do jovem com deficiência mental” (Ramos, 2005) e a escala “Sexuality and Mentally Retarded Attitudes Inventory (SMRAI)” (Félix, 2001). De acordo com os resultados a generalidade os inquiridos consideraram a educação sexual como um domínio com relevância nas suas vidas. Permitindo, concluir que a educação sexual é uma área que assume importância na formação de qualquer pessoa, tornando-se mais significativa na população com deficiência intelectual. Conclui-se, assim, que a implementação de um programa de educação sexual exerce impacto ao nível das atitudes e conhecimentos de jovens, pais e profissionais, melhorando desta forma a atuação nos diversos contextos de vida que integram.
Descrição: Dissertação de mest., Psicologia da Educação, Faculdade de Ciências Humanas e Sociais, Univ. do Algarve, 2013
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.1/3513
Designação: Mestrado em Psicologia da Educação
Aparece nas colecções:UA01-Teses

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Tese - Atitudes face à Sexualidade na Deficiência Intelectual.pdf1,34 MBAdobe PDFVer/Abrir
ANEXOS.pdf756,59 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.