Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.1/3546
Título: Farmácia clínica em pediatria
Autor: Afonso, Alda Maria Machado
Orientador: Goncalves, Cristina Isabel de Mascarenhas
Palavras-chave: Ciências farmacêuticas
Farmácia clínica
Pediatria
Medicação
Erros médicos
Data de Defesa: 2013
Resumo: A area da Pediatria e uma area particularmente exigente. A insuficiente investigacao clinica em Pediatria; as condicionantes farmacocineticas e farmacodinamicas; a falta de formas farmaceuticas adaptadas a populacao pediatrica; e o maior risco de exposicao a erros de medicacao, representam condicionantes que contribuem para o aumento da complexidade no tratamento do doente pediatrico. O desenvolvimento da crianca representa um processo instavel e dinamico, com influencia na farmacocinetica e farmacodinamica, pelo que a crianca nao pode ser considerada ‘um adulto em pequena escala’. A extrapolacao da dose do adulto nao e suficiente para assegurar a eficacia e seguranca de um farmaco. A realizacao de ensaios clinicos e fundamental para diminuir o risco de reaccoes adversas. No entanto, so uma pequena percentagem dos medicamentos usados em criancas foi objecto de estudos clinicos. Dados da EMA revelam que mais de 50% dos medicamentos utilizados em criancas, na UE, nao foram avaliados ou licenciados para este grupo da populacao. Para colmatar esta falta recorre-se ao uso de medicamentos fora da indicacao, off-label e nao licenciados. Estas praticas estao associadas a um elevado risco de ocorrencia de erros de medicacao e reaccoes adversas, que ocorrem tambem associados ao uso de farmacos com indicacao de utilizacao em pediatria. Em criancas hospitalizadas a incidencia de reaccoes adversas e de 9,53% e em ambulatorio de 1,46%. A maior incidencia em doentes hospitalizados esta relacionada com a maior utilizacao de medicamentos nao licenciados ou em regime off-label no ambito hospitalar, em especial nas UCI (71,% na UCI para 33% em ambulatorio). Melhorias no circuito de utilizacao do medicamento, podem ser adotadas com vista a uma melhoria na seguranca e efectividade dos tratamentos. O Farmaceutico clinico pela sua formacao e conhecimentos, desempenha um papel importante ao nivel da selecao do medicamento, da analise e validacao da prescricao, dispensa e administracao de medicamentos. O acompanhamento individualizado do doente pelo Farmaceutico reflete-se na reducao dos erros de medicacao, melhoria da seguranca e eficacia e da adesao a terapeutica. De acordo com um estudo de Fortescue, o farmaceutico e responsavel pela prevencao de 81% dos erros de medicacao potencialmente perigosos para o doente. Pretendo com a realizacao deste trabalho contribuir para um melhor conhecimento das variaveis associadas a utilizacao de medicamentos em Pediatria, promover o seu uso correcto e, consequentemente, maximizar a sua efectividade e seguranca, evidenciando o impacto da intervencao do Farmaceutico neste processo.
Descrição: Dissertação de mest., Ciências Farmacêuticas, Faculdade de Ciências e Tecnologia, Univ. do Algarve, 2013
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.1/3546
Designação: Mestrado em Ciências Farmacêuticas
Aparece nas colecções:UA01-Teses

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Farmacologia Clínica em Pediatria_22944.pdf2,09 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.