Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.1/3559
Título: Water circulation pattern in the main channels of Ria Formosa based on tidal analysis
Autor: Permata, Della
Orientador: Duarte, Duarte
Roelvink, Dano
Palavras-chave: Hidrologia
Ecologia
Hidrodinâmica
Marés
Algarve - Ria Formosa
Data de Defesa: 2013
Resumo: Ria Formosa lagoon, Southern coast of Portugal is considered as a very dynamic system. Current and water level data measurements of tidal dynamic in the main channels of Ria Formosa lagoon had been carried to figure out the hydrodynamic water circulation patterns. The aims of this study in general is to generate a recent hydrodynamic water circulation patterns based on tidal analysis, with the output of tidal dynamic characteristic (tidal propagation, tidal asymmetry and tidal distortion, energy flux and dissipation, water level and velocity longitudinal gradients, phase lag, tidal prisms, water discharge, etc) and residence time, which are used to identify the most suitable areas for seashell to grow. Several time series of water level and longitudinal component of velocity variations data during completed tidal cicles in the 12 station points of the main channel in Ria Formosa were analyzed using harmonic analysis methods and obtained the average errors of 7.5 % velocity root mean square and 6.75% elevation root mean square, respectively. The tidal analysis results when projected in GIS platform enabled to highlight water circulation patterns in the main channel of Ria Formosa and showed the significance role of Faro-Olhão inlet and Armona inlet in term of energy, volume, and discharge, and less significance role of Sao Luis inlet. The spatial variability of residence time in each stations was obtained and showed that in the west and middle regions of Ria Formosa, a good water exchange were indicated, while in east region, a high residence time magnitude was discovered especially in the inner part of east region with 6.7 days of residence time. This finding result was combined with the average current velocity and maximum flood current and found that Nave Pegos, Culatra, Cações, and Bela Romão stations and adjacent areas are the most suitable area for seashell to grow. The comparison study between inlet tidal cycle volume and geometric volume calculation was carried out and showed that volume difference represent in average a -38 cm of water level height difference estimation for all lagoon. The future development of this work will allow introducing a quality level of understanding of the system in Ria Formosa and can give contribution for the fisherman as a preliminary step to find the suitable place for doing seashell aquaculture/ harvesting. Hence, from the Eco-hydrological perspective, the result of this study could be used for the decision maker as a management tool that related to anthropogenic activities such as dredging activity, inlet opening, and other activities that can give impact to the biota life in Ria Formosa.
O sistema lagunar da Ria Formosa localiza-se na zona costeira Sul de Portugal. Este trabalho teve por principal objectivo estudar os principais padrões de circulação da água nos canais principais, tendo por base leituras de velocidade da corrente e da variação da superfície livre, medidos em vários locais na Ria Formosa. Pretendeu igualmente estudar a propagação e a dissipação de energia da maré, os gradientes longitudinais referentes à variação da superfície livre e à velocidade da corrente, os atrasos da maré em diferentes locais, os prismas de maré, os volumes de água em circulação nos canais principais, os tempos de residência e as potenciais áreas para um melhor crescimento de bivalves tendo por base vários parâmetros hidrodinâmicos. Para o efeito foram medidas série de dados referentes à variação da superfície livre e variação da velocidade na coluna de água, ao longo de ciclos de maré, em 12 estações distribuídas na Ria Formosa, que foram submetidas a uma análise harmónica. Para a componente vertical da maré foram obtidos erros RMS médios de 6.75% e para a componente horizontal de 6.75%. Os resultados obtidos desta análise, quando projectados num sistema SIG permitiram realçar a importância das barras de Faro-Olhão e da Armona na circulação hidrodinâmica deste sistema lagunar em termos energéticos, volume e caudais, bem como uma menor importância relativa por parte da barra de S. Luís. Quando analisados os tempos de residência nas várias estações em estudo, verificou-se que as regiões Central e Oeste da ria foram caracterizadas por uma boa troca de água, enquanto nos sectores mais interiores da região Este por tempos de residência elevados de aproximadamente 6.7 dias. Estes resultados quando conciliados com as respectivas velocidades médias e velocidades máximas de enchente, permitiram definir as estações de Nave Pegos, Culatra, Cações e Bela Romão (e zonas adjacentes) com as mais indicadas para o crescimento de bivalves. Quando comparados os volumes referentes aos prismas de maré obtidos através das séries de dados maregráficos medidos nas barras em análise, com os prismas de maré geométricos obtidos pela plataforma GIS, constatou-se haver uma diferença entre eles que se materializou numa diferença media da altura da água na laguna da ordem dos -38cm. Este trabalho para além de contribuir para melhor conhecimento do funcionamento hidrodinâmico da Ria Formosa, e dar um contributo para as associações de mariscadores locais com estes resultados preliminares sobre as melhores localizações para os viveiros de marisco neste sistema lagunar, poderá permitir introduzir em trabalhos futuros outros parâmetros que ajudarão a definir as melhores áreas para a implementação deste viveiros. Os resultados obtidos neste trabalho no âmbito da Eco-hidrologia, poderão ser usados não só como uma ferramenta de decisão para as entidades locais, mas também dar informações primordiais para a gestão deste sistema costeiro no que diz respeito a actividades antropogénicas, tais como a gestão de trabalhos de dragagem, a abertura de novas barras, e outras actividades que possam ter impactes no Biota da Ria Formosa.
Descrição: Dissertação de mest., Eco-Hidrologia, Faculdade de Ciências e Tecnologia, Univ. do Algarve, 2012
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.1/3559
Designação: Mestrado em Eco-Hidrologia
Aparece nas colecções:UA01-Teses

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
dellapermata (44047) -thesis revision final.pdf27,43 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.