Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.1/362
Título: Biocaumulação de alumínio em rebentos micropropagados de Plantago sp.
Autor: Batista, Celina dos Santos
Orientador: Romano, Anabela
Gonçalves, Sandra
Palavras-chave: Cultura "in vitro"
Alumínio
Plantago algarbiensis
Plantago almogravensis
Diabelha do Algarve
Data de Defesa: 2009
Resumo: Este trabalho centrou-se nas espécies Plantago algarbiensis e Plantago almogravensis, duas espécies endémicas de Portugal que se encontram em risco de extinção global. O objectivo deste trabalho foi contribuir para a avaliação da tolerância destas espécies a baixos valores de pH e elevadas concentrações de Al utilizando rebentos e plântulas produzidas in vitro. Estudou-se a influência do pH na multiplicação, em meio MS suplementado com 0,2 g.l-1 de BA, e no enraizamento in vitro, em ½ MS suplementado com 0,5 mg.l-1 de IAA, de rebentos de ambas as espécies. Verificou-se que, de uma maneira geral, os vários parâmetros de multiplicação e enraizamento analisados não foram significativamente afectados pelo pH do meio de cultura (4,50; 5,00 e 5,75). Avaliou-se a bioacumulação de Al em rebentos após 1 semana, e em plântulas após 1 e 6 semanas, em meio ¼ MS líquido suplementado com 2,5; 5,0 ou 10,0 mg.l-1 de Al. Constatou-se que, quer os rebentos quer as plântulas de ambas as espécies acumulam elevadas quantidades deste metal e observou-se que o Al não afectou negativamente o incremento de peso fresco e a acumulação de água em plântulas tratadas com Al durante 6 semanas. Apesar de, em geral, o Al não induzir um incremento no teor de MDA, um indicador de peroxidação lipídica, nos rebentos e plântulas de ambas as espécies, este incremento é verificado com a diminuição do pH, particularmente em P. algarbiensis. O teor intracelular de prolina não foi influenciado nem pelo Al, nem pelo pH do meio de cultura. Por outro lado, verificou-se um incremento do teor em hidratos de carbono com a diminuição do pH, em particular em P. almogravensis, o que poderá estar relacionado com a existência de um mecanismo de protecção nesta espécie.
This work was focused in Plantago algarbiensis and Plantago almogravensis, two endemic species from Portugal which are in risk of global extinction. The main purpose of this work was to investigate the tolerance of those species at low values of pH and high concentrations of Al, using shoots and plantlets produced in vitro. The influence of pH in the multiplication, on MS medium supplemented with 0,2 g.l-1 BA, and in vitro rooting, on ½ MS supplemented with 0,5 mg.l-1 IAA, of shoots of both species was investigated. It was observed that, in general, the various parameters of multiplication and rooting analyzed were not significantly affected by the pH of the culture medium (4,50; 5,00 and 5,75). The Al accumulation was evaluated in shoots after 1 week and in plantlets after 1 and 6 weeks in ¼ MS liquid medium supplemented with 2,5; 5,0 or 10,0 mg.l-1 of Al. Shoots and plantlets of both species accumulated high concentrations of this metal and it was observed that Al did not affect negatively the increment of fresh weight and water accumulation in plantlets treated for 6 weeks with Al. Although, in general, Al did not induce an increase in MDA content, an indicator of lipid peroxidation, in shoots and plantlets of both species, this increase was observed with decreasing pH, particularly in P. algarbiensis. The intracellular content of proline was not affected either by Al or by the pH of the culture medium. Moreover, there was an increase in carbohydrates content with the decrease of pH, particularly in P. almogravensis, which may be related to the existence of a protection mechanism in this species.
Descrição: Dissertação de Mestrado, Engenharia Biológica, Faculdade de Ciências e Tecnologia, Universidade do Algarve, 2009
URI: http://hdl.handle.net/10400.1/362
Designação: Mestrado Integrado em Engenharia Biológica
Aparece nas colecções:UA01-Teses



FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.