Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.1/371
Título: Línguas estrangeiras no 1º Ciclo do Ensino Básico: representações dos professores e integração curricular
Autor: Santos, Elisete Duarte dos
Orientador: Conceição, Manuel Célio
Palavras-chave: Teses
Supervisão
Línguas
Ensino
Aprendizagem
Data de Defesa: 2007
Resumo: O presente estudo, realizado no âmbito da supervisão, teve como objectivo central conhecer as perspectivas dos professores face à aprendizagem das Línguas Estrangeiras no primeiro Ciclo do Ensino Básico e identificar as actividades e estratégias mais frequentemente utilizadas, tendo como referência as medidas governamentais recentemente adoptadas e considerando a componente supervisiva que as mesmas implicam. Para isso pedimos a colaboração de cinquenta professores(as) titulares de turma que se encontravam a exercer a sua actividade profissional no concelho de Faro, no ano lectivo 2006/2007, e que teriam de realizar a supervisão das Actividades de Enriquecimento Curricular, nomeadamente o ensino do Inglês, a decorrer ao longo do referido ano lectivo O instrumento de recolha de dados aplicado foi o inquérito. De forma a ser-nos possível tratar os dados o mais rapidamente possível, realizámos a quantificação correspondente às perguntas fechadas. Relativamente às perguntas abertas fizemos uma análise de conteúdo. A análise dos dados permitiu-nos dizer que os professores são a favor do ensino das Línguas Estrangeiras no primeiro Ciclo do Ensino Básico, reconhecendo o seu carácter formativo, recorrendo a estratégias e actividades que contemplam o nível de desenvolvimento dos alunos. No que se refere ao nível de aproveitamento dos alunos, verificámos com este estudo que os professores titulares de turma que exercem funções de supervisores da prática pedagógica referente ao ensino do Inglês são da opinião que este é semelhante às restantes áreas do currículo. Ou seja, no caso de um aluno não demonstrar dificuldades nas restantes áreas, também não apresenta significativas dificuldades nesta área específica. Para o caso em que os alunos têm dificuldades nas restantes áreas, geralmente também apresentam dificuldades na aprendizagem do Inglês. Os professores são da opinião que deveria haver uma maior articulação entre os diversos intervenientes no processo de ensino/aprendizagem do Inglês de modo a dar resposta às políticas interdisciplinares defendidas para este nível de ensino. Verificamos ainda que os professores, na sua generalidade, se encontram descontentes com o modelo de integração curricular adoptado pelo Ministério da Educação para o ensino do Inglês, sendo da opinião que seria mais aconselhável um modelo de coadjuvação em que o ensino desta área decorresse dentro do horário lectivo, na presença do professor Titular de Turma, mas leccionado por um professor da especialidade. Com este estudo pretendemos ainda perceber se a supervisão que os professores titulares de turma têm de realizar tem sinais de estar a decorrer dentro do previsto e quais os aspectos neste processo que deveriam ser alterados.
Descrição: Dissertação mest., Supervisão, Universidade do Algarve, 2007
URI: http://hdl.handle.net/10400.1/371
Designação: Mestrado em Supervisão. Especialização em Ensino Básico - 1º Ciclo
Aparece nas colecções:UA01-Teses

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
ANEXOS.pdf185,84 kBAdobe PDFVer/Abrir
tese sem anexos.pdf545,49 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.