Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.1/3726
Título: Estudantes do ensino superior e comportamentos de risco face ao VIH/SIDA: a realidade da Universidade do Algarve
Autor: Preto, Pedro Augusto Rodrigues
Orientador: Jesus, Saul Neves de
Palavras-chave: Psicologia da saúde
Sexualidade
SIDA
VIH
Jovens
Data de Defesa: 2010
Resumo: Os múltiplos parceiros sexuais e as relações sexuais desprotegidas por parte dos jovens, aumentam exponencialmente o risco de contrair infecção por VIH, assim como outras doenças sexualmente transmissíveis. Estes dados contribuem para o facto de presentemente a SIDA ser considerada a quarta causa de morte a nível mundial para pessoas entre os 15 e os 24 anos (UNICEF, 2002). Como afirma Kalichman (1995), esta é uma patologia à qual se associa frequentemente a adopção de certos comportamentos de risco, sendo que a alteração destes comportamentos é a principal forma de prevenção. Neste estudo foram aplicados três questionários, aos alunos do 4º ano dos cursos de Enfermagem, Psicologia e Gestão, pertencentes aos quadros da Universidade do Algarve. Os instrumentos utilizados foram o Questionário de Caracterização dos Estudantes Universitários (adaptado de Mourão e Torgal, 2000), o Questionário de Conhecimento do VIH (versão portuguesa traduzida e adaptada por Cruz, 1998) e o Questionário de Comportamentos e Atitudes de Prevenção Face à SIDA (desenvolvido e adaptado por Cruz, 1994). As hipóteses estabelecidas para esta investigação foram: A idade da primeira relação sexual está correlacionada com o nível de conhecimentos dos estudantes inquiridos. Os conhecimentos sobre VIH estão directamente relacionados com a percepção de poder vir a estar infectado. As variáveis sócio demográficas influenciam os conhecimentos sobre VIH. A análise da percepção de poder vir a estar infectado(a) com o vírus da SIDA, varia de acordo com os comportamentos e a orientação sexual Este estudo permitiu obter alguns resultados interessantes e que convergem com outras investigações realizadas, como por exemplo o facto de os alunos de Enfermagem terem obtido médias de respostas correctas (M=36,78), bastante superiores às obtidas pelos alunos de Gestão (M=32,05). É também de destacar o facto de 32 indivíduos continuarem a pensar.
Descrição: Dissertação de mest., Psicologia da Saúde, Faculdade de Ciências Humanas e Sociais, Univ. do Algarve, 2010
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.1/3726
Designação: Mestrado em Psicologia da Saúde
Aparece nas colecções:UA01-Teses

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Tese_Pedro_Preto..pdf869,36 kBAdobe PDFVer/Abrir    Acesso Restrito. Solicitar cópia ao autor!


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.