Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.1/3744
Título: Distribuição de medicamentos em farmácia hospitalar: metodologias e circuitos próprios
Autor: Mendonça, Elisabete A. Silva
Orientador: Martins, Carminda
Palavras-chave: Ciências farmacêuticas
Cuidados farmacêuticos
Farmácia
Distribuição
Gestão de recursos
Data de Defesa: 2011
Resumo: A distribuição de medicamentos nos hospitais é da responsabilidade dos serviços farmacêuticos, representando um processo fundamental no circuito do medicamento. Tem como objectivos conseguir uma melhor gestão dos gastos com medicamentos, maior segurança dos doentes contribuindo para a diminuição de erros associados à dispensa e administração, garantir a disponibilidade do medicamento onde e quando é necessário, contribuindo para a adesão à terapêutica e garantir o cumprimento dos procedimentos legais que envolvem o medicamento. Existem vários sistemas de distribuição de medicamentos nos hospitais, sendo o sistema de distribuição individual diária em dose unitária o que melhor contribui para a segurança do doente. O sistema de distribuição tradicional inclui a reposição por stocks nivelados, no qual existe um armário onde são guardados os medicamentos necessários ao funcionamento do serviço, de acordo com as necessidades do mesmo, e o sistema de distribuição por requisição individualizada, em que o medicamento é requisitado para cada doente em particular, sendo utilizado para a distribuição de medicamentos que pelas suas características e imperativos legais requerem um controlo mais rigoroso por parte dos serviços farmacêuticos. São exemplo deste tipo de medicamentos, os hemoderivados, estupefacientes, psicotrópicos, medicamentos em ensaio clínico, citotóxicos e nutrição parentérica. Por último a distribuição de medicamentos a doentes em regime de ambulatório. Com a evolução tecnológica surgiram os sistemas automatizados na distribuição de medicamentos em farmácia hospitalar, podem ser encontrados quer nos serviços farmacêuticos, sistemas centralizados (Kardex vertical®, Kardex horizontal®, FDS, Consis®) ou nos serviços clínicos, sistemas descentralizados (Pyxis®, Omnicell® e Autodrugs®). A utilização de sistemas automatizados de distribuição contribui para o aumento da produtividade na distribuição dos medicamentos, possibilita a diminuição da ocorrência de erros na distribuição, melhorando a segurança dos doentes bem como a gestão de stocks e custos com medicamentos nos hospitais.
Descrição: Dissertação de mest., Ciências Farmacêuticas, Faculdade de Ciências e Tecnologia, Univ. do Algarve, 2011
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.1/3744
Designação: Mestrado Integrado em Ciências Farmacêuticas
Aparece nas colecções:UA01-Teses

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Dissertação_MICF_29875.pdf1,56 MBAdobe PDFVer/Abrir    Acesso Restrito. Solicitar cópia ao autor!


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.