Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.1/3767
Título: Comunicação no ensino-aprendizagem da matemática: práticas no 1.º ciclo do ensino básico
Autor: Guerreiro, António
Orientador: Serrazina, Maria de Lurdes Marquês
Palavras-chave: Conhecimento profissional
Conceções e práticas
Comunicação matemática
Padrões de interação
Negociação de significados
Data de Defesa: Dez-2011
Citação: Guerreiro, A. (2011). Comunicação no ensino-aprendizagem da matemática: Práticas no 1.º ciclo do ensino básico. (Tese de Doutoramento, Universidade de Lisboa).
Resumo: O presente estudo analisa a evolução das conceções e práticas de comunicação matemática do professor do 1.º ciclo do ensino básico, no decorrer de um trabalho de natureza colaborativa focado na reflexão sobre as práticas de comunicação em sala de aula. O quadro teórico incide no conhecimento profissional do professor, com especial referência às suas formas paradigmáticas e narrativas, e na comunicação no processo de ensino-aprendizagem da matemática, com significativa incidência na comunicação matemática como interação social na sala de aula. O estudo enquadra-se numa metodologia qualitativa, adota o paradigma interpretativo, segue o design de estudo de caso e integra uma vertente de trabalho de natureza colaborativa entre o investigador e três professoras do 1.º ciclo do ensino básico. A recolha de dados incluiu as técnicas de observação, inquirição e colaboração. A análise de dados, organizada em estudos de caso, interpreta a plenitude da informação recolhida, através de referências significativas, reconstruindo a complexidade das vivências dos participantes nesta investigação. Os resultados do estudo apontam para a mudança das conceções sobre comunicação matemática através do reconhecimento da partilha comunicativa como fator determinante da aprendizagem da matemática. O reforço das interações entre os alunos suscita uma comunicação reflexiva e instrutiva, motivando a centralidade das aprendizagens nos processos comunicativos e no conhecimento partilhado entre os alunos e o professor. A assunção da singularidade dos conhecimentos dos alunos determina a alteração do foco das interações entre o professor e os alunos, reforçando a real inquirição dos alunos e a negociação dos significados matemáticos. A reflexão sobre as práticas de comunicação, apoiadas pelo visionamento das aulas e o sentido crítico do investigador, num clima de confiança e à-vontade, desencadeou um questionamento sobre as práticas de sala de aula e sobre o conhecimento profissional dos professores.
Descrição: Tese de Doutoramento em Educação, Especialidade Didática da Matemática, Universidade de Lisboa, Instituto de Educação, 2011.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.1/3767
Aparece nas colecções:ESE1-Teses

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
TD _ António Guerreiro _ 2011.pdf2,47 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.