Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.1/381
Título: Influência da tectónica sobre o clima
Autor: Neves, Tiago Gonçalo Grade
Orientador: Veiga-Pires, C.
Palavras-chave: Teses
Educação
Tectónica global
Paleoclima
Paleogeografia
Mesozóico
Registo sedimentar
Península Ibérica
Data de Defesa: 2007
Resumo: Os mecanismos de mudança climática incluem fenómenos cíclicos que ocorrem a escalas temporais variadas. Os fenómenos que derivam directa ou indirectamente da Tectónica Global actuam a uma escala temporal e espacial tão vasta que as mudanças climáticas por eles provocadas não podem ser evitadas. Desta forma, a Península Ibérica, ao longo da sua viagem para norte de cerca de 200 Ma durante a Era Mesozóica saiu da faixa bioclimática tropical húmida e passou para a faixa bioclimática intertropical árida. Através de uma análise algo exaustiva do registo sedimentar das sete grandes áreas da Península Ibérica onde afloram rochas sedimentares mesozóicas (Bacia Lusitânica, Bacia Algarvia, Pirinéus, Cordilheira Cantábrica, Cordilheira Ibérica, Cordilheira Catalã e Cordilheira Bética) obtida por revisão bibliográfica e do cruzamento dessas informações com os dados provenientes de reconstruções da paleogeografia e da paleotopografia mesozóicas, formulou-se uma reconstrução interpretativa da evolução paleoclimática da Península Ibérica durante o Mesozóico. Nesta reconstrução, as interpretações das variações climáticas não se basearam unicamente no simples efeito da deriva continental mas foram formuladas hipóteses que levaram em consideração o efeito da paleotopografia e da paleogeografia envolventes à microplaca ibérica. A hipótese reconstrutiva da evolução paleoclimática que daí resultou indica que a Península Ibérica terá passado de um clima monsónico marcadamente sazonal no Triásico inferior-médio para um clima árido mas não necessariamente quente no Triásico superior, ao qual se terá seguido um clima relativamente quente durante o Jurássico, acompanhado de eventos tempestíticos ao longo de todo o período e terminando, durante o Cretácico, com um clima que terá sido excepcionalmente quente e árido por vezes.
Descrição: Dissertação mest., Biologia e Geologia, Universidade do Algarve, 2007
URI: http://hdl.handle.net/10400.1/381
Designação: Mestrado em Biologia e Geologia. Especialização em Educação
Aparece nas colecções:UA01-Teses

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
ITSC.doc25,02 MBMicrosoft WordVer/Abrir
ITSC.pdf9,18 MBAdobe PDFVer/Abrir
ITSC_previos.doc115 kBMicrosoft WordVer/Abrir
ITSC_previos.pdf180,8 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.