Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.1/446
Título: Auto e hetero-representação em A Confissão de Lúcio, de Mário de Sá-Carneiro
Autor: Prudêncio, Vasco Barbosa
Orientador: Marques, João Minhoto
Palavras-chave: Teses
Literatura portuguesa
Estudos literários
Representação
Data de Defesa: 2007
Resumo: A presente dissertação tem como objectivo analisar as problemáticas subjacentes à auto e à hetero-representação na obra A Confissão de Lúcio, de Mário de Sá-Carneiro. Procuraremos, assim, entender o texto trabalhado enquanto paradigma estético de um modo de encarar as relações humanas, nomeadamente no que concerne à forte interdependência entre a representação do eu e do outro. Neste sentido, serão abordadas as seguintes questões: por um lado, a auto-representação e problemáticas inerentes (particularmente a delicada ligação com aspectos autobiográficos); por outro, a hetero- -representação, não só no que se refere ao modo como se processa a caracterização do outro, mas, sobretudo, à sua dependência, em larga medida, da percepção de um eu. Por fim, procuraremos entender como tal relação determina, em grande parte, a representação do real na obra, onde a coexistência das dimensões de sonho e de realidade condiciona uma ideia da construção do mundo onde intervêm tanto aspectos ligados ao que entendemos como realidade, como noções de âmbito ficcional.
Descrição: Dissertação mest., Literatura, Universidade do Algarve, 2007
URI: http://hdl.handle.net/10400.1/446
Designação: Mestrado em Literatura Portuguesa Moderna e Contemporânea
Aparece nas colecções:UA01-Teses

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Tese - documento final.pdf1,08 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.