Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.1/4923
Título: Effect of salinity and feed sterilization in interactions between gut and water microbial communities in Nile tilapia (Oreochromis niloticus) larvae
Autor: Silva, Ana Catarina Marcelino Costa
Orientador: Verreth, Johan
Verdegem, Marc
Giatsis, Christos
Palavras-chave: Piscicultura
Tilapia do Nilo
Oreochromis niloticus
Salinidade
Comunidades microbiológicas
Alimentação
Data de Defesa: 2010
Resumo: Some tilapia species, including Oreochromis niloticus, are good candidates for brackish water culture due to salinity tolerance and good growth performances. In this report, the effect of salinity on the bacterial dominance in fish gut, as well as their relation with water and feed microbial communities, were tested. The effect of a regular diet versus a sterile diet on the microbial community composition in the fish gut was also evaluated. This resulted in 4 treatments, randomly assigned to 12 aquaria active suspension systems. The experiment was had the duration of 42 days, from the moment of first feeding. The effects of these two factors (salinity (fresh water and salt water) and feed sterilization (non-sterile feed and sterile feed)) on the microbial composition in water and fish guts were evaluated in a 2x2 factorial design. Ten fish guts per aquaria and 1 water sample per aquarium were sampled on days 0, 7, 14, 28 and 42. Bacterial DNA was extracted and amplified by Polymerase Chain Reaction. Bacterial DNA profiles were obtained through Denaturing Gradient Gel Electrophoresis. All the samples were clustered based on band position and intensity (Pearson correlation) and the similarity values among sample profiles were obtained. The gut microbial communities were different between fishes from fresh and salt water systems on day 7 (88.2±9.52% vs 63.7±28.14%) and 28 (76.9±8.28% vs 70.2±17.58%). A significant increase of similarity between system water bacterial communities and fish gut over the different sampling days was observed. Feed also had a significant increase of similarity with fish gut over time, starting with 0.4±10.2% for fresh water and 3.5±2.94% for salt water, and ending with a significantly higher value of 21.7±11.09% for fresh water and 30.4±14.12% for salt water. On the other hand, feed sterilization presented significant differences in all sampling days between fresh and saltwater bacteria populations. However, gut microbiota from fish fed with sterile feed suffered less the effect of water and feed than the fish fed with regular feed. Clearly, this study is a starting point for the complete understanding of how microbial communities are established and what the goals of future research should be.
Algumas espécies de Tilápia, como Oreochromis niloticus, são consideradas boas candidatas à cultura em água salobra devido à sua tolerância à salinidade e às suas boas performances de crescimento. Neste relatório, foi testado o efeito da salinidade na dominância bacteriana no intestino de peixe, assim como a sua relação com as comunidades microbiológicas presentes na água e no alimento. O efeito de uma dieta livre de bactérias foi comparado ao de uma dieta regular, com objectivo de verificar a influência da esterilização do alimento nas populações bacterianas no intestino. Para atingir o objectivo principal, foi montado um conjunto de doze tanques de active suspension. A experiência teve a duração de 42 dias. Puderam ser distintos dois factores, salinidade (água doce e salgada) e esterilização de alimento (alimento não-estéril e alimento estéril). Foi amostrada água por aquário, assim como 10 intestinos de peixe por aquário em 5 pontos de amostragem distintos (dia 0, 7, 14, 28 e 42). O DNA bacteriano foi extraído e amplificado por Polymerase Chain Reaction. Os perfis de DNA bacteriano foram obtidos por Denaturing Gradient Gel Electrophoresis. Todas as amostras foram agrupadas com base na intensidade de banda (Pearson correlation) e assim os valores de similaridade entre estes perfis foram obtidos. A dominância bacteriana no intestino de peixe de água doce e salgada é significativamente diferente no ponto de amostragem 7 (88.2±9.52% vs 63.7±28.14%) e 28 (76.9±8.28% vs 70.2±17.58%). Observou-se um aumento significativo de similaridade entre as comunidades bacterianas da água do sistema e os intestinos de peixe, ao longo dos diferentes pontos de amostragem. O alimento também teve um aumento significativo de similaridade com o intestino de peixe ao longo do tempo, começando com 0.4±10.2% para a água doce e 3.5±2.94% para água salgada e acabando com um valor significativamente alto 21.7±11.09% para água doce e 30.4±14.12% para água salgada. Por outro lado, a esterilização de alimento apresentou diferenças significativas em todos os pontos de amostragem, entre populações bacterianas de água doce e salgada. No entanto, a microflora dos peixes alimentados com alimento estéril sofreu um efeito da água reduzido, quando comparado com os peixes alimentados com alimento regular. Claramente, este estudo revela-se um ponto de partida para o conhecimento completo de como as comunidade bacterianas são estabelecidas e quais serão os objectivos para futuras investigações
Descrição: Dissertação de mest., Aquacultura e Pescas, Faculdade de Ciências e Tecnologia, Univ. do Algarve, 2010
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.1/4923
Designação: Mestrado em Aquacultura e Pescas
Aparece nas colecções:UA01-Teses

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Ana Catarina Silva Thesis.pdf2,77 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.