Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.1/5050
Título: Um presépio napolitano do século XVIII no museu paroquial de Moncarapacho
Autor: Mesquita, José Carlos Vilhena
Palavras-chave: Presépio
Barroco
Algarve
Moncarapacho
Data: Jan-1984
Editora: Racal Clube de Silves
Resumo: Este presépio napolitano, cuja autoria creio ter pertencido a Giuseppe Sammartino, é composto por 45 peças, 11 das quais são representações animalistas, e pertenceu à principesca casa da família Júdice Fialho, grande impulsionadora da indústria conserveira e do comércio português além fronteiras, que após o seu desmoronamento, suscitado pelas consequentes partilhas da fortuna, acabou por ir parar às mãos do Asilo de Santa Isabel em Faro mercê de uma doação feita ainda em vida pela viúva daquele famoso industrial. Durante largos anos, por altura dos festejos natalícios, este esplendoroso conjunto artístico foi reunido e exposto ao público que, deste modo, pôde apreciar «in-loco» a riqueza, o talhe e a expressão das encantadoras figuras. Mas o correr dos tempos associado ao desconhecimento do valor das próprias peças permitiu que o desleixo fosse generalizado e que o abandono originasse, progressiva e irreversivelmente, um processo de desagregação que levou inclusivamente à destruição de algumas peças
Descrição: Trata-se do primeiro artigo científico publicado sobre a existência no Algarve de um valioso presépio napolitano do séc. XVIII, que passa por ser uma das jóias do barroco italiano no nosso país.
Peer review: no
URI: http://hdl.handle.net/10400.1/5050
Aparece nas colecções:FEC2-Artigos (em revistas ou actas indexadas)

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Um presépio napolitano do século XVIII no museu de Moncarapacho.pdf283,78 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.