Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.1/5127
Título: Uma quarteirense que Camões amou
Autor: Mesquita, José Carlos Vilhena
Palavras-chave: Camões
Literatura Portuguesa
Francisca de Aragão
Algarve
Quarteira
Barretos do Algarve
Data: Dez-1982
Editora: ADIPACNA - Associação para a Defesa e Investigação do Património Cultural e Natural
Resumo: Em 1980 assinalou-se o 4º Centenário da morte do maior vate da Língua portuguesa. Porém, perdeu-se então a oportunidade de, através de uma singela placa evocativa, se perpetuar a existência no Algarve da casa que foi berço a D.a Francisca de Aragão, considerada como a musa inspiradora dos Lusíadas. O edifício, na praia de Quarteira, denominada «Estalagem da Cegonha», foi, no século XVI, residência de Nuno Rodrigues Barreto, alcaide-mor de Faro e vedor da Fazenda do Algarve, pai da «loira, viva, esperta e azougada» Francisca de Aragão. Foi nessa vetusta casa apalaçada do morgadio dos Barretos, que nasceu a formosa Francisca de Aragão, que viria a ser figura de proa nas cortes de Portugal e de Espanha.
Descrição: Este artigo foi depois republicado, em parte ou na sua totalidade, em diferentes órgãos da imprensa nacional e regional, nomeadamente no «DN» de 10-12-1982.
Peer review: no
URI: http://hdl.handle.net/10400.1/5127
Aparece nas colecções:FEC4-Vários

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Uma quarteirense que camões amou2.pdf412,75 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.