Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.1/564
Título: O apoio social e a qualidade de vida dos idosos do concelho de Faro
Autor: Correia, Carla Maria Godinho Gomes da Silva
Orientador: Nunes, Cristina
Palavras-chave: Teses
Idosos
Qualidade de vida
Bem estar
Data de Defesa: 2009
Resumo: Envelhecer é um processo contínuo e inevitável, com o qual todos nós nos deparamos diariamente e em Portugal, bem como noutros países, tem vindo a aumentar a preocupação com a forma como se envelhece. Uma vida com qualidade para os idosos do futuro poderá passar por um estilo de vida saudável, pelo sentimento de viver em segurança e sobretudo pela manutenção da participação social. A percepção do suporte social, definida enquanto expectativas de que o apoio ou o suporte existirá se dele necessitarmos, tem-se revelado um factor mediador do impacte das situações perturbadoras ou adversas no bem-estar físico e emocional, pelo que investigar sobre a rede social de apoio e a forma como esta interfere na qualidade de vida e bem-estar do idoso, pareceu-nos assim relevante. Tratou-se de um estudo realizado segundo a metodologia quantitativa, não-experimental, descritivo e exploratório. Através do método de amostragem não aleatória intencional e por conveniência, seleccionou-se uma pequena amostra de 40 indivíduos de entre a população idosa do concelho de Faro, que deveriam ter assim idade superior a 65 anos, ser reformados e não apresentar diminuição cognitiva grave. Embora os inquiridos estudados recebessem apoio, fosse ele formal ou informal, e apesar de demonstrarem graus de satisfação elevados, face aos mesmos, apenas percepcionaram a sua qualidade de vida como razoável, não se verificando diferenças significativas entre estes e aqueles que não usufruíam de qualquer tipo de apoio. A influenciar os resultados poderá ter estado o facto de a amostra se apresentar consideravelmente deprimida. Torna-se assim, hoje indispensável, equacionar a organização e a prestação de cuidados a um grupo etário que, necessariamente, vai ter de enfrentar situações de dependência acrescidas, relacionadas com um aumento da prevalência de doenças crónicas, e, consequentemente, com necessidades acrescidas de apoios, tanto a nível pessoal, como de saúde
Descrição: Dissertação mest., Psicologia, Universidade do Algarve, 2009
URI: http://hdl.handle.net/10400.1/564
Designação: Mestrado em Psicologia. Especialização em Psicologia da Saúde
Aparece nas colecções:UA01-Teses

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Carla - DISSERTAÇÃO.pdf834,74 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.