Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.1/5767
Título: Imagem corporal, conjugalidade e sexualidade: estudo comparativo entre mulheres com sobrepeso/obesas e não-obesas
Autor: Silva, Ângela Gabriela Guedes da
Orientador: Leal, João Mendes
Jesus, Saul
Palavras-chave: Psicologia da saúde
Psicologia clínica
Obesidade
Imagem corporal
Satisfação
Vida sexual
Data de Defesa: 2012
Resumo: Problema: A obesidade tem sido abordada enquanto questão estética, descurando-se as consequências e o impacto que tal condição provoca na saúde mental e física dos indivíduos. Na sociedade ocidental quem não se enquadra nos padrões de beleza fixados, é discriminado pelos outros, condição que provoca sentimentos de insatisfação com o próprio corpo. Uma imagem corporal positiva revela-se fundamental no desenvolvimento de bem-estar pessoal e relacional. De uma maneira geral, quem está muito acima do peso ideal tem também dificuldades em relacionar-se sexualmente com outra pessoa. Compreendemos assim o peso dos fatores psicológicos nesta problemática. Objetivo: O presente estudo avalia as relações existentes entre satisfação com a imagem corporal, satisfação conjugal e satisfação sexual em mulheres com e sem obesidade. Considerou-se o IMC com o intuito de se estabelecerem diferenças face à classificação do peso, dando origem a dois grupos: “obesas/excesso de peso” e “não-obesas”. Método: A amostra foi constituída por 185 sujeitos do sexo feminino, com idades compreendidas entre os 18 e os 63 anos, selecionada a partir de uma amostra de conveniência. Trata-se de um estudo transversal e correlacional. Instrumentos: A recolha dos dados realizou-se através de um questionário de dados sociodemográficos e de três escalas avaliativas das três dimensões em estudo, designadamente MGIC (Pascoal & Narciso, 2006), a EASAVIC; (Narciso & Costa, 1996), e o ISS (Pechorro & Vieira, 2005). Resultados: As mulheres obesas só se diferenciam das suas congéneres não-obesas apenas no índice de insatisfação corporal (valores mais elevados). Contudo, encontraram-se diferenças estatisticamente significativas, entre os grupos diferenciados, pelas perceções subjetivas de peso (peso percebido, peso considerado ideal e peso considerado atraente), na insatisfação corporal, insatisfação conjugal e insatisfação sexual. Verificaram-se ainda correlações entre as três variáveis sob estudo.
URI: http://hdl.handle.net/10400.1/5767
Designação: Mestrado em Psicologia Clínica e da Saúde
Aparece nas colecções:UA01-Teses

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Ângela Silva - Imagem Corporal, Conjugalidade e Sexualidade 2012.pdf1,47 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.