Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.1/681
Título: Avaliação da biologia reprodutiva do cagarro Calonectris diomedea borealis no arquipélago dos Açores
Autor: Mendes, Marina Tamagnini
Orientador: Borges, Teresa Cerveira
Xavier, J.
Magalhães, Maria Carvalho
Palavras-chave: Teses
Ecologia
Cagarro
Reprodução
Predadores
Data de Defesa: 2007
Resumo: A presença de mamíferos alienígenas em ilhas oceânicas constitui a segunda maior causa de perda de biodiversidade e é responsável pela diminuição das populações de aves marinhas. Evidências históricas sustentam que a colonização dos Açores foi responsável pela diminuição progressiva das populações dos Procellariiformes. A capacidade reprodutiva dos Cagarros era somente conhecida em ilhéus sem mamíferos predadores. As colónias das ilhas (Faial, Pico e São Jorge) apresentam um sucesso reprodutor significativamente superior (86,5%) ao apresentado para o ilhéu da Vila (63,8%) (tendo em conta que os valores obtidos para as ilhas são particularmente elevados). O sucesso de eclosão é relativamente reduzido no ilhéu (65,7%), mas o sucesso de emancipação é uniforme entre todas as colónias. A competição inter e intra-específica entre espécies de Procellariiformes parecem prevalecer e ser determinantes no reduzido sucesso reprodutor do Cagarro. Das características físicas dos ninhos dos Cagarros, a altura da entrada do ninho influencia o sucesso de emancipação e reprodutor. A plasticidade desta espécie na escolha das cavidades reprodutoras pode explicar a sua ampla distribuição no Arquipélago. As crias exibem dimorfismo sexual em tamanho aos 60 dias de vida e a análise discriminante permitiu a distinção do sexo com base na sua biometria, o que pode contribuir para visitas singulares às colónias, de modo a diminuir o impacto da presença humana nas mesmas. O rácio sexual é enviesado em favor das fêmeas, embora não significativamente; a condição corporal das crias não difere entre sexos ou colónias. Apesar do reconhecido esforço pelo Governo Regional em campanhas de sensibilização é ainda premente a tomada de medidas que diminuam ou eliminem os factores causadores do impacto negativo identificados nas várias colónias (como vandalismo, presença humana, ocorrência de plantas invasoras, entre outros), de maneira a manter ou incrementar a importante população da espécie que ocorre no Arquipélago dos Açores.
Descrição: Dissertação mest., Biologia Marinha, Universidade do Algarve, 2008
URI: http://hdl.handle.net/10400.1/681
Designação: Mestrado em Biologia Marinha. Especialização em Ecologia e Conservação Marinha
Aparece nas colecções:UA01-Teses

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Anexos.pdf64,44 kBAdobe PDFVer/Abrir
Tese_Mestrado_MarinaMendes.pdf1,04 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.