Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.1/6912
Título: Está tudo velho como eu: vivências em meio urbano de pessoas idosas - o caso da Vila Adentro, zona histórica da cidade de Faro
Autor: Coelho, Patrícia
Orientador: São José, José
Palavras-chave: Sociologia urbana
Mobilidade
Identidade social
Envelhecimento
Ambiente urbano
Método fenomenológico
Estudos de caso
Algarve - Faro
Data de Defesa: 2013
Resumo: O presente estudo qualitativo tem como principal objetivo compreender em profundidade as experiências (subjetivas e/ou objetivas) das pessoas idosas que vivem numa cidade, assim como os significados associados a tais experiências. A unidade de análise selecionada para aceder à essência do fenómeno foi a Vila Adentro, situada na malha urbana e histórica da cidade de Faro. De modo a compreender melhor os diferentes aspetos deste fenómeno e a evitar os enviesamentos de uma metodologia única, foi desenvolvido uma investigação empírica multifacetada, de natureza exploratória e descritiva que articula o Método Fenomenológico de Van Manen (1994) e o Estudo de Caso, com recurso a diferentes técnicas de recolha de dados qualitativos como a Entrevista Fenomenológica, a Observação Direta e a Pesquisa e Análise Documental. A amostra é constituída por dezasseis participantes que residem na Vila Adentro, com idades compreendidas entre os 63 e os 87 anos. Na análise das entrevistas foi utilizada a abordagem de Van Manen, identificando-se 7 (sete) constituintes essenciais da experiência: “Organização da Vida Quotidiana”, “Momentos Satisfatórios na Vida Quotidiana”,” Momentos Insatisfatórios na Vida Quotidiana”, “Sentimentos e Emoções Positivas”, “Sentimentos e Emoções Negativas”, “Propriedades Objetivas do Quotidiano Urbano” e “Propriedades Subjetivas do Quotidiano Urbano”. Os resultados deste estudo sublinham que a experiência fenomenológica de viver numa cidade numa fase adiantada da vida é complexa, não é uma experiência meramente subjetiva e é intrinsecamente determinada pela organização da vida quotidiana dos participantes e pelo ambiente urbano. Finalmente, os resultados também sugerem que as relações entre o ambiente urbano e os estados internos parecem influenciar de forma mais positiva do que negativa a experiência quotidiana destas pessoas idosas.
Descrição: Dissertação de mestrado, Sociologia (Mobilidades e Identidades), Faculdade de Economia, Universidade do Algarve, 2013
URI: http://hdl.handle.net/10400.1/6912
Designação: Mestrado em Sociologia (Mobilidades e Identidades)
Aparece nas colecções:UA01-Teses

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
2013-12-17 Dissertação de Mestrado_ Patricia Coelho.pdf1,34 MBAdobe PDFVer/Abrir
2014-04-22 Errata.pdf45,65 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.