Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.1/6928
Título: Tradução e validação da versão portuguesa do questionário OA-QI em doentes com patologia osteoartrósica
Autor: Pacheco, Gerson Thadeu Bujar Moura
Orientador: Pais, Sandra
Palavras-chave: Gerontologia social
Osteoartrose
Idosos
Questionários
Data de Defesa: 2012
Resumo: A Osteoartrose (OA) é a patologia músculo-esquelética de maior prevalência em indivíduos idosos, a sua incidência aumenta com a idade, estimando-se atingir 85% da população até os 64 anos sendo que, aos 85 anos possa alcançar 100% dos indivíduos. As implicações funcionais, com a consequente restrição das atividades na vida diária (AVD) originam nos indivíduos um forte impacto no seu quotidiano. Objetivo: O presente estudo tem como finalidade, realizar a tradução e validação do questionário Osteoarthritis Quality Indicator (OA-QI) Questionnaire, da versão original Inglesa para a versão Portuguesa. Este instrumento é autoaplicável e permite avaliar o nível de compreensão e conhecimento dos indivíduos quanto à presença de OA. Como objetivos secundários pretendemos:  Conhercer os motivos que levaram os indivíduos a não seguirem as recomendações clinicas dos médicos de família;  Avaliar o nível de conhecimento dos indivíduos e/ou o nível de informação transmitida aos mesmos sobre a OA por parte da equipa de saúde. Método: No processo de tradução e adaptação do questionário para a língua Portuguesa, foram utilizadas as linhas orientadoras da American Academy of Orthopaedics Surgeons (AAOS) para o processo de adaptação intercultural dos instrumentos de medida. Resultados: O teste-reteste realizado apresentou um valor de Kapp entre 0.75 e 1. Na análise da consistência interna obteu-se para os 17 itens o α de Cronbach de 0.77. A média de idades foi 68,5; 73% da amostra são mulheres; a média do IMC foi de 29 mas a percepção que os pacientes têm é diferente; 72% dos pacientes foram informados da importância da atividade física (AF) mas apenas 33,8% admitem ter o hábito de a praticar; 61,7% da amostra toma paracetamol e 93,5 toma Anti-Inflamatório não-esteróides (AINE); 85,1% cumprem com a medicação prescrita. Conclusões: A versão Portuguesa do questionário OA-QI, é um instrumento útil para estudar o nível de compreensão e conhecimento dos doentes quanto à sua patologia.
Descrição: Dissertação de mestrado, Gerontologia Social, Escola Superior de Saúde, Univ. do Algarve^d2012
URI: http://hdl.handle.net/10400.1/6928
Designação: Mestrado em Gerontologia Social
Aparece nas colecções:UA01-Teses

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
TESE FINAL GERONTOLOGIA.pdf2,94 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.