Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.1/6933
Título: Diagnóstico da gestão cultural nos Municípios do Algarve central entre 2000-2010: Silves, Albufeira, Loulé e Faro
Autor: Sequeira, João Filipe Guerreiro
Orientador: Mendes, António Rosa
Queiroz, José
Palavras-chave: Gestão cultural
Planeamento
Equipamentos culturais
Espetáculos
Exposições
Dinamização
Data de Defesa: 2013
Resumo: O presente estudo tem como objetivo a realização de um diagnóstico sobre a prática da gestão cultural em quatro municípios algarvios, durante um período de dez anos, em concreto de 2000 a 2010. Pretende-se caracterizar e avaliar a existência, ou não, de estratégias, que estratégias foram implementadas, que resultados foram obtidos e que aspetos deverão ser tomados em consideração relativamente ao futuro da promoção e da difusão da cultura. Na atualidade, a Gestão Cultural assume um papel preponderante no desenvolvimento económico e social das comunidades locais. Contudo, apesar do reconhecimento da sua importância, é com grande inexperiência que se gere a cultura nacional, não só numa perspetiva imediata, mas também de modo continuado. Uma Gestão Cultural efetiva necessita de um foco específico, com vista a garantir o seu futuro sucesso e a organizar para conhecer e conhecer para atuar, de forma adequada e indispensável. A história da evolução da gestão cultural, através da aplicação de um método de conhecimento ao nível da Gestão Cultural, em quatro municípios do Algarve central serve de mote para a reflexão sobre a necessidade da existência de instrumentos de apoio à persecução dos objetivos definidos no âmbito da gestão cultural a curto, médio e longo prazo, no que diz respeito às políticas, às estruturas culturais municipais e às manifestações culturais. Recorreu-se a uma metodologia adequada ao objetivo do presente trabalho, baseada em fontes bibliográficas e em inquéritos e entrevistas aplicados ao objeto de estudo. Concluiu-se que Loulé e Faro dispõem de estratégias de Gestão Cultural, em Silves, a esta é limitada pelos recursos financeiros e, em Albufeira, não se pratica Gestão Cultural, já que as manifestações programadas neste âmbito são pontuais. Neste sentido, acredita-se que a Gestão Cultural num município deve assentar em projetos de dinamização cultural de longa duração e com uma base sólida, que proporcionem um desenvolvimento cultural sustentável.
Descrição: Dissertação de mestrado, Gestão Cultural, Faculdade de Ciências Humanas e Sociais, Universidade do Algarve, 2013
URI: http://hdl.handle.net/10400.1/6933
Designação: Mestrado em Gestão Cultural
Aparece nas colecções:UA01-Teses

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Dissertação_Diagnóstico da gestao cultural nos municipios A.pdf1,87 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.