Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.1/696
Título: Análise da distribuição do esforço de pesca e das capturas da palmeta (Reinhardtius hippoglossoides, Walbaum 1792) capturada pela frota comercial portuguesa na área de regulamentação NAFO
Autor: Ribeiro, Israel
Orientador: Melo, António M. Ávila de
Machado, Pedro Bordalo
Alpoim, Ricardo M. R.
Erzini, Karim
Palavras-chave: Pescas
Palmeta
Reinhardtius hippoglossoides
Sistema de Informação Geográfica
Data de Defesa: 2008
Resumo: A Palmeta é um peixe da ordem dos Pleuronectiformes, que habita águas frias e distribui-se em toda a zona boreal entre as latitudes 79°N - 33°N e longitudes 180°W - 180°E. De forma a actuar no sucessivo aumento dos níveis de esforço de pesca e assim criar uma pesca sustentável nos Grandes Bancos da Terra Nova, foi criada em 1979 a comissão NAFO (Northwest Atlantic Fisheries Organization). Esta organização tem como objectivo normalizar os critérios de pesca e adoptar um modelo de gestão dos recursos pesqueiros para o Atlântico Noroeste. As capturas de palmeta aumentaram de níveis relativamente baixos no princípio da década de 60. A partir de 1990, a U.E. tem se tornado a principal frota a operar na Área Regulatória NAFO (NRA), utilizando a arte de arrasto de fundo (OTB), e atingindo capturas máximas de cerca de 45000 toneladas entre 1992 e 1994 e entrando em declínio nos anos seguintes, como resultado da implementação de um TAC como medida de regulamentação da pesca. O presente trabalho tem como principais objectivos analisar a distribuição sazonal e geográfica do esforço de pesca, da CPUE e da abundância da espécie palmeta (Reinhardtius hippoglossoides) capturada pela frota portuguesa de arrasto de fundo a operar nas Divisões 3LMNO da NRA. Os dados utilizados foram cedidos pelo INRB/IPIMAR e correspondem aos registos oficiais efectuados no diário de bordo de pesca de 3 embarcações para o período de 1998 a 2006. Os padrões de capturas, esforço e rendimentos de pesca foram analisados e representados num Sistema de Informação Geográfica (SIG). Os resultados dos indicadores da pesca apresentaram uma tendência negativa, e suportam a hipótese de uma possível sobre exploração do stock. Considerando a distribuição das capturas com a profundidade, a análise dos resultados indicam a profundidade de 600 metros como o limite mínimo para o melhor rendimento da captura comercial desta espécie, sendo possível implementar medidas de conservação dos recursos com impacto reduzido na pesca. Relativamente à distribuição geográfica, a Divisão 3L foi identificada como a zona preferencial para a pesca directa da palmeta, principalmente nas zonas da Décima, Sackville Spur e do Flemish Pass. A Divisão 3M, apresentou-se como a segunda área preferencial. As capturas com melhores rendimentos ocorreram na zona de continuação do Spur (Div.3L) e no Campanário, na zona do Machucho e no Banco do Flemish, no canto NE e na zona do Baixo, provavelmente como by-catch da pescaria do Cantarilho do Norte (Sebastes sp.). As Divisões 3NO, por sua vez, não parecem ser zonas de pesca preferenciais da palmeta. As áreas destinadas a pesca directa desta espécie situam-se ao longo do declive da plataforma continental, a Sul dos principais Canyons na Div.3N, e nas batimétricas superiores a 950m na Div.3O.
The Greenland halibut is a deep-water flatfish, belonging to the order of Pleuronectiformes, that lives in cold water in all boreal zones between 79°N - 33°N latitude and 180°W - 180°E longitude. In order to respond to the successively increasing levels of fishing effort and to create a sustainable fishery in the Grand Banks of Newfoundland, to normalize the fishing criteria and to adopt a management model for fisheries resources in Western North Atlantic Ocean, the Northwest Atlantic Fisheries Organization (NAFO) was created in 1979. Greenland halibut (GHL) catches increased from relatively low levels in the beginning of the 60's, with the E.U becoming the major bottom trawl fleet (OTB) in NAFO Regulatory Area (NRA) since 1990, taking high catches of 45000 tons between 1992 and 1994, with a decrease in the following years, as the result of Total Allowable Catch (TAC) implemented as a regulatory measure by the NAFO Fisheries Commission. The main objectives of this study are to analyze the seasonal and geographic distribution of fishery effort, CPUE and abundance of the Greenland halibut (Reinhardtius hippoglossoides) caught by Portuguese bottom trawl fleet working in NRA Division 3LMNO. Data was provided by the INRB/IPIMAR and corresponds to official logbook registries of three vessels from 1998 to 2006. The catch, effort and fishery efficiency was analysed and mapped with a Geographic Information System (GIS). The results of the indicators present the negative tendency of fishery, and support the hypothesis of over fishing. Considering the catch distribution by depth, results indicate the 600 meters deep as the limit for a good performance in commercial catches, and it can provide an important resources conservation measure with a minimum impact on fisheries. With regards the geographic distribution, Div.3L was identified as the preferential zone for targeting GHL, mainly in the “Décima”, Sackville Spur and Flemish Pass zones. Div.3M, was the second most preferred zone, with better catches near Spur (Div.3L) and “Campanário”, in “Machucho's” zone and in the Flemish Bank, in NW side and in low deeps area of the Bank, probably as by-catch of Redfish (Sebastes sp.) fisheries. On the other hand, Div. 3N-O, did not show up as a preferential zone in terms of catches of GHL, with fishing areas identified along the shelf edge and in the deep channels, south of the main canyons in 3N division, and at depths greater than 950 meters in 3O division, other catches are associated with by-catch from the enormous diversity of fish species caught commercially in this division.
Descrição: Dissertação de Mestrado, Aquacultura e Pescas, Especialização em Pescas, Faculdade de Ciências do Mar e do Ambiente, Universidade do Algarve, 2008
URI: http://hdl.handle.net/10400.1/696
Designação: Mestrado em Aquacultura e Pescas, Especialização em Pescas
Aparece nas colecções:UA01-Teses



FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.