Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.1/7145
Título: Uma junta para as missões do reino
Autor: Mello, Marcia Eliane Alves de Souza e
Data: 2006
Editora: Universidade do Algarve, FCHS
Resumo: A historiografia luso-brasileira é escassa em informações mais precisas sobre as atribuições e o desenvolvimento da junta geral das missões, trazendo apenas indicações pontuais e, por vezes, contraditórias sobre esta que, embora tenha sido uma instituição administrativa secundária, estabelecida em Lisboa em 1655, foi um organismo consultivo ligado à administração central, que funcionava em consonância com outros organismos principais da estrutura orgânico-funcional da administração central, como por exemplo, o conselho ultramarino. Faz-se necessária uma incursão nos meandros desse organismo, com o objetivo de entendermos sua estruturação e seu poder político enquanto instância consultiva do rei. Antes, porém, impõe-se observar de que forma se circunscreviam as estruturas denominadas por “Juntas” na constituição orgânico-funcional da administração central ou palatina.
Peer review: no
URI: http://hdl.handle.net/10400.1/7145
ISSN: 1645-8052
Aparece nas colecções:PMT-N04

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
PROM04_pp291-318.pdf168,02 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.