Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.1/7156
Título: Caracterização de patologias recorrentes na construção algarvia
Autor: Laranja, Roberto
André, António
Braga, Alfredo Manuel Gonçalves Silva
Palavras-chave: Reabilitação
Inspeções
Ensaios "in situ"
Data: Dez-2012
Resumo: O Laboratório de Construção e Estruturas (LCE) do Departamento de Engenharia Civil (DEC) do Instituto Superior de Engenharia da Universidade do Algarve realizou ao longo dos últimos anos, diversas peritagens técnicas a edifícios na região algarvia. Contam-se por várias dezenas as construções examinadas e são as ilações daí retiradas que constituem a base deste artigo. As peritagens têm sido realizadas nos vários tipos de construções, sobretudo a edifícios construídos nas décadas de 80 e 90 do séc. XX e providos duma estrutura reticulada de betão armado. A utilização da estrutura e equipamentos do LCE, tem permitido, através da realização de ensaios, quer “in situ” quer em laboratório, proceder a uma avaliação objetiva das patologias existentes. Entre as anomalias mais difundidas, refere-se as deficiências de projeto (sobretudo na omissão de pormenorização), manifestações de fissuração e humidade, e a deterioração do betão armado. As manifestações mais disseminadas de patologia são a ocorrência de fissuração, sobretudo de origem não estrutural e o aparecimento de humidades, que se traduz pela manifestação de eflorescências (e criptoflorescências), bolores, enodoamentos e desprendimentos de pintura. A nível estrutural também se identificaram alguns casos de fendilhação, embora o aspeto mais sintomático seja a deterioração do betão armado. Enquanto as anomalias anteriormente referidas serão comuns a edifícios, qualquer que seja a respetiva zona de implantação, a degeneração do betão armado tem uma particular incidência na zona costeira, sempre que a respetiva proteção não é suficientemente acautelada e a qualidade de construção não é a desejável. A agressividade ambiental que se faz sentir sobre a generalidade dos edifícios, assume especial relevância nas povoações costeiras de Monte Gordo, Quarteira, Albufeira, Armação de Pêra e Portimão, onde a construção para segunda habitação foi muito intensa e em alguns casos de qualidade duvidosa. Os ensaios realizados em edifícios localizados nessas povoações evidenciaram, além de profundidades de carbonatação muito elevadas, reveladoras da falta de compacidade e deficiência qualitativa do betão, teores de iões cloreto elevados, pelo ambiente marinho a que se encontram expostos. As peritagens técnicas que serviram de base a esta apresentação, constituem uma forma de apoio à comunidade, providenciando uma avaliação objetiva das deficiências construtivas e constituem um estímulo para melhorar o nível qualitativo da construção na região. Por outro lado, possibilitam a apresentação aos alunos do DEC (salvo a necessária garantia de confidencialidade) de casos de estudo reais, algumas vezes através da observação “in loco”, constituindo assim uma mais valia para a sua formação.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.1/7156
Aparece nas colecções:ISE4-Vários

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Construção 2012_LCE-final.pdf671,75 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.