Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.1/7231
Título: Acoustic communication in the painted goby Pomatoschistus pictus: temperature dependence of male courtship sounds and their role in female mate choice
Autor: Vicente, Joana Rodrigues
Orientador: Fonseca, Paulo
Modesto, Teresa
Palavras-chave: Biologia marinha
Teleósteos
Reprodução
Temperatura
Comunicação
Data de Defesa: 2013
Resumo: Pomatoschistus pictus is a small vocal marine goby with paternal care inhabiting sandy or gravel substrates. Territorial breeding males court females with vocalizations (drums) and visual displays, from January to May, at various water temperatures. Males in better condition (larger lipid reserves) exhibit higher acoustic activity. However, it is unknown if females’ mate choice is based on males’ acoustic activity and how the latter is affected by temperature. Fish are ectotherms and therefore muscle contraction kinetics is temperature dependent which might influence sound production. We tested mate choice based on acoustic and visual signals with two playback experiments. Females were presented with high and a low drum rates broadcast from the lateral compartments of the aquarium. Acoustic playbacks were combined with the sight of two size-matched males confined in small glass aquaria. In the first experiment females did not have access to lateral compartments whereas in the second they could visit the confined males. Females did not show preference for sound rate in both experiments, suggesting that acoustic signals are part of a more complex multimodal communication and that females will only show active choice when they have access to males that can interact freely and exhibit their full repertoire possibly including chemical communication. We also evaluated the effect of temperature (14 – 22 ºC) on courtship drums of P.pictus. Our results show that drum duration and sound pulse period decreased with increasing temperature and that spectral peak frequency was negatively correlated with male size. Drum emission rate, sound amplitude and number of pulses in a drum were not affected by temperature. We discuss the implications of temperature-driven changes in acoustic parameters in fish acoustic communication, incorporating it in a climate change context.
O Pomatoschistus pictus é um pequeno góbio de areia vocal, e com cuidados parentais exclusivos dos machos . Estes são territoriais e atraem fêmeas grávidas de Janeiro a Maio com exibições visuais e vocalizações (drums) produzidas a temperaturas variadas. Os machos em melhor condição (maiores reservas lipídicas) exibem maior actividade acústica. No entanto, não se sabe se as fêmeas escolhem os machos com base na sua actividade acústica, nem como esta é afectada pela temperatura. Os peixes são animais ectotérmicos e, portanto, a cinética da contracção muscular depende da temperatura, o que pode condicionar a taxa de emissão e os parâmetros temporais dos sinais acústicos. Neste trabalho testámos o papel dos sinais acústicos e visuais na escolha de parceiros pelas fêmeas. Estas foram submetidas a playbacks de drums a taxa alta e baixa, produzidos em compartimentos laterais no aquário. Os sons foram combinados com estímulo visual, constituído por dois machos de tamanho semelhante, colocados em pequenos recipientes de vidro, um em cada compartimento lateral. Na primeira experiência as fêmeas foram mantidas no compartimento central, enquanto na segunda elas podiam explorar os machos enclausurados. As fêmeas não mostraram preferência em relação à taxa de drums em qualquer das experiências, sugerindo que os sinais acústicos sejam um componente de uma comunicação multi-modal mais complexa. Avaliámos também o efeito da temperatura (14 - 22ºC) nos sinais de corte de P. pictus. Os resultados mostraram que a duração dos drums e o período dos pulsos diminui com o aumento da temperatura e que o pico de energia espectral está negativamente relacionado com o tamanho dos machos. A taxa de emissão de drums, a amplitude do som e o número de pulsos por drum não foram afectados. Discutimos as possíveis implicações das alterações dos sinais na comunicação acústica em peixes e enquadramo-la num contexto de alterações climáticas.
Descrição: Dissertação de mestrado, Biologia Marinha, Faculdade de Ciências e Tecnologia, Universidade do Algarve, 2013
URI: http://hdl.handle.net/10400.1/7231
Designação: Mestrado em Biologia Marinha
Aparece nas colecções:UA01-Teses

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Vicente, Joana_Acoustic communication in the painted goby Pomatoschistus pictus temperature depen.pdf1,92 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.