Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.1/7321
Título: Investigações arqueológicas recentes em grutas e sítios de ar livre do Holocénico Antigo e Médio do norte de Marrocos
Autor: Linstädter, Jörg
Data: 2008
Editora: Universidade do Algarve, FCHS
Resumo: É cada vez mais óbvio que os processos de neolitização de Portugal e do norte de África estão estreitamente relacionados. De um modo geral, ambas as regiões se integram na expansão do modo de vida neolítico, de oriente para ocidente, que ocorreu durante o VI milénio cal BC (Zilhão, 2001; Manen et al., 2007). Ambas eram povoadas por caçadores - recolectores em época pré-neolítica e o conhecimento, tanto das respectivas distribuições espaciais e temporais, como dos restantes aspectos arqueológicos, tem crescido notavelmente na última década. O quão importante terá sido o seu impacte na formação dos respectivos neolíticos é que é ainda objecto de debate. Em Portugal, parece provável um declínio da população mesolítica, apesar da permanência de alguns grupos, por exemplo em Muge, já durante o período neolítico (Carvalho, no prelo). O conhecimento deste processo no lado africano é ainda limitado, mas sítios como Hassi Ouenzga, no leste de Marrocos, mostram uma continuidade das sociedades epipaleolíticas com sucessivas adopções das inovações neolíticas (Linstädter, 2008). Uma segunda característica partilhada é o modo em como se instalam grupos plenamente neolíticos nas regiões consideradas.
Peer review: no
URI: http://hdl.handle.net/10400.1/7321
ISSN: 1645-8052
Aparece nas colecções:PMT-N06

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
PROM06_pp115-158.pdf3,96 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.