Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.1/7436
Título: O processo de formação da rede monástico-conventual do Algarve (1189-1834)
Autor: Marado, Catarina Almeida
Data: 2011
Editora: Universidade do Algarve, FCHS
Resumo: A geografia monástico-conventual portuguesa é normalmente caracterizada, em termos gerais, pela confrontação entre o Norte e o Sul, que opõe, da mesma forma, as ordens monásticas às mendicantes. Ou seja, a interpretação da distribuição territorial dos institutos religiosos em Portugal assenta na ideia de que as primeiras se concentraram nas regiões mais a norte e as outras se localizaram preferencialmente a sul. Mas este é apenas o ponto de partida para um amplo campo de trabalho sobre as relações destas instituições com o território. Neste contexto, e procurando conhecer com maior detalhe o modo como o clero regular se distribuiu em terras portuguesas, efectuaremos no presente artigo, uma reflexão sobre este tema dentro do espaço territorial do Algarve, centrando-nos essencialmente na análise do processo de formação da sua rede monásticoconventual. Trata-se, no entanto, do retomar uma investigação já iniciada em estudos anteriores. Numa primeira fase, dirigidos aos conventos capuchos do Algarve.
Peer review: no
URI: http://hdl.handle.net/10400.1/7436
ISSN: 1645-8052
Aparece nas colecções:PMT-N09

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
04_Promontoria9_CMarado.pdf.pdf213,24 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.