Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.1/7568
Título: Estudo da remoção esperada de adenovírus no tratamento convencional de água para consumo humano
Autor: Nogueira, Ricardo Nunes
Orientador: Teixeira, Margarida Ribau
Sancho, Rui
Palavras-chave: Engenharia do ambiente
Adenovírus
Tratamento de água
Matéria orgânica
Estação de tratamento de água
Regressão logística
Data de Defesa: 7-Dez-2015
Resumo: presença de adenovírus na água pode representar atualmente uma preocupação para a saúde pública se o tratamento de água para consumo não for eficiente e devidamente controlado antes da distribuição e consumo, pois são organismos responsáveis por provocar vários problemas de saúde. Tendo em conta a atual conjuntura do tratamento convencional de água para consumo humano, e do organismo patogénico adenovírus como contaminante emergente, o objetivo principal deste trabalho passa por averiguar e avaliar as capacidades de remoção de AdV pelas diferentes tecnologias do tratamento convencional de água para consumo, integrando essa avaliação no caso de estudo das ETA de Alcantarilha e Tavira. A partir exclusivamente de referências teóricas será procedida uma avaliação das capacidades das ETA da AdA em estudo para controlo integrado de AdV, ou seja, será estimada a aptidão que essas instalações apresentam para remover esse agente biológico em função dos seus aspetos técnicos e operacionais de funcionamento. Numa segunda fase, através da informação analítica disponibilizada pela AdA, serão efetuados um conjunto de procedimentos estatísticos a esses dados, de modo a averiguar quais os parâmetros/etapas de tratamento que atualmente são mais significantes para a ocorrência/eliminação de AdV, e dessa forma poder formar considerações sobre quais as melhores opções estratégicas possíveis a serem implementadas nas OPU dessas ETA em ordem a atingir uma eficiente remoção de AdV. A remoção esperada de AdV no tratamento de água para consumo é bastante condicionada pelas características da água a tratar. No âmbito do caso de estudo das ETA da AdA, verifica-se a partir da comparação com o estudo das remoções esperadas de AdV por cada etapa do tratamento convencional, que as mesmas são teoricamente capazes de remover parcialmente AdV da água para consumo e atingir inativações do vírus através das suas sequências de tratamento.
Descrição: Dissertação de mestrado, Engenharia do Ambiente, Faculdade de Ciências e Tecnologia, Universidade do Algarve, 2015
URI: http://hdl.handle.net/10400.1/7568
Designação: Mestrado em Engenharia do Ambiente
Aparece nas colecções:UA01-Teses



FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.