Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.1/7719
Título: Produtividade irregular em tangerineira ‘Fortune’. Efeitos do ácido giberélico e da incisão anelar
Autor: Duarte, Amílcar
Trindade, Diamantino
Palavras-chave: Citrinos
Vingamento
Data: 2014
Editora: Associação Portuguesa de Horticultura
Citação: Duarte, A. & Trindade, D. 2014. Produtividade irregular em tangerineira ‘Fortune’. Efeitos do ácido giberélico e da incisão anelar. Actas Portuguesas de Horticultura 23: 206-212.
Resumo: Os níveis de produtividade dos citrinos são extremamente importantes para manter a viabilidade económica das explorações citrícolas, tendo em consideração os baixos preços pagos ao produtor pela fruta produzida. Algumas cultivares de citrinos apresentam problemas de produtividade. É o caso da tangerineira ‘Fortune’, um híbrido entre clementina e tangerineira ‘Dancy’, que tanto pode apresentar elevadas produções como ser completamente improdutiva. Com o objectivo de verificar a eficácia da aplicação de GA3 e da incisão anelar no aumento da produtividade por estímulo ao vingamento do fruto, foram realizados cinco ensaios de campo em várias zonas do Algarve, em pomares jovens de ‘Fortune’ bem conduzidos, que se encontravam em bom estado fitossanitário e sem sintomas de carências nutritivas. Em quatro dos cinco pomares, a produção tinha sido baixa nos anos anteriores. O ácido giberélico foi aplicado por pulverização total das árvores, a uma concentração de 10 mg L-1. Ambas as técnicas (incisão anelar de ramos e pulverização com GA3) foram testadas em diferentes datas, entre a floração e o final da queda de junho. Os ensaios realizaram-se segundo um desenho em blocos casualizados, envolvendo 20 árvores por modalidade, com quatro repetições. Em três dos pomares submetidos a ensaio, a produção foi excessiva em todas as modalidades, incluindo a testemunha, tendo levado à quebra de pernadas com o peso da fruta, e até mesmo ao colapso total das árvores, acompanhada de uma forte queda pré-colheita. Nesses casos, numa análise visual da produtividade, não se observaram efeitos notórios das técnicas aplicadas, mas não foi possível quantificar a colheita. Nos restantes dois ensaios a colheita foi quantificada, por pesagem e contagem dos frutos colhidos. Em nenhum dos casos a aplicação de GA3 ou a incisão anelar induziram um significativo aumento da produtividade ou do calibre dos frutos. Este conjunto de ensaios demonstrou que nem a aplicação de ácido giberélico nem a incisão anelar são eficazes para aumentar ou regularizar a produtividade da tangerineira ‘Fortune’, nas condições do Algarve.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.1/7719
DOI: https://dx.doi.org/ 10.13140/2.1.2004.1280
ISBN: 978-972-8936-16-7
Aparece nas colecções:FCT2-Artigos (em revistas ou actas indexadas)

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
2014-3SNF-Duarte e Trindade-Produtividade irregular em tangerineira ‘Fortune’.pdf514,56 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.