Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.1/795
Título: Identificação de marcadores moleculares ligados ao gene de resistência ao míldio, PpALG1 em Brassica oleracea var tronchuda
Autor: Alabaça, Cláudia S.
Orientador: Leitão, José Manuel Peixoto Teixeira
Palavras-chave: Teses
Doenças das plantas
Míldio
Couve
Brassica oleracea
Marcadores moleculares
Mapeamento genético
Data de Defesa: 2009
Resumo: O míldio das Crucíferas, causado pelo oomicete Hyaloperonospora Constant. parasitica (Pers. Ex Fr.) (Constantinescu e Fatehi, 2002), é uma doença que afecta a família Brassicaceae, sobretudo as espécies do género Brassica. Anteriormente, tinha sido identificada uma linha de Couve Algarvia (Brassica oleracea var tronchuda) resistente ao míldio na fase adulta cuja resistência se demonstrou ser controlada por um único gene dominante, designado PpALG1 (Monteiro et al., 2005). Este trabalho teve como objectivo a identificação de marcadores moleculares ligados ao gene PpALG1. Utilizando a estratégia de “Bulked Segregant Analysis” (BSA) para testar marcadores mapeados ao longo do mapa genético de B. oleracea concluiu-se que o gene PpALG1 se encontra ligado no mesmo grupo de ligamento (LG3) onde se encontra localizado o gene de resistência ao míldio, Pp523, identificado numa linha de brócolo. A estratégia de BSA foi novamente utilizada para testar marcadores seleccionados deste grupo, bem como para identificar novos marcadores RAPD ligados ao gene em estudo. Paralelamente foram testados marcadores STS provenientes de clones BAC de B. oleracea, pertencentes a um contig que abarca a região genómica do locus Pp523. No total foram analisados 14 marcadores moleculares polimórficos que aparentavam ligação ao gene PpALG1 nos 97 indivíduos que constituem a população de mapeamentoF2. A análise de segregação destes marcadores foi efectuada utilizando o software JoinMap3.0, da qual resultou um grupo de ligamento de seis marcadores ligados ao locus da resistência PpALG1. Actualmente, a interacção fenotipica hospedeiro-patogéneo está a ser reavaliada na população F3, avaliação a partir da qual serão constituídos novos “bulks” de DNA que permitam identificar marcadores DNA em estreita ligação ao gene PpALG1, condição essencial ao seu isolamento via “mapbased cloning”.
Descrição: Dissertação mest., Engenharia Biológica, Universidade do Algarve, 2009
URI: http://hdl.handle.net/10400.1/795
Designação: Mestrado em Integrado em Engenharia Biológica
Aparece nas colecções:UA01-Teses

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Tese MIEB.pdf2,14 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.