Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.1/924
Título: Um cheirinho de práticas teatrais: uma experiência pedagógica
Autor: Mimoso, Rui Manuel Martinho Fernandes
Orientador: Branco, António
Palavras-chave: Teatro
Ensino
Educação
Ética
Estética
Disponibilidade
Data de Defesa: 2011
Resumo: As referências e os modelos que operam no nosso sistema educativo, no ensino do Teatro, tais como as práticas teatrais existentes e o consequente entendimento do que é fazer Teatro por parte de jovens estudantes estão muito condicionados, quer a uma busca de uma satisfação pessoal ou de mero entretenimento, quer à revelação de um talento, do puro exibicionismo e até de uma ascensão à fama. Por isso mesmo, é depreciada a compreensão simples, profunda e livre do Teatro, enquanto criação artística. Para além disso, deparamos com um sistema ecléctico de disciplinas artísticas, em que se privilegia a existência de objectivos educacionais muito amplos que se transformam em justificações para uma pedagogia do Teatro pouco eficaz e exploratória. Por conseguinte, não se desenvolve uma autoaprendizagem de atitudes críticas e de acção no Teatro, autêntica e comprometida. As reflexões apresentadas neste trabalho referem-se a questões de um estudo de pesquisa teatral, elaboradas na sequência das aulas da disciplina de opção Introdução à Estética e Práticas Teatrais I e II, no âmbito da licenciatura de Estudos Artísticos e Culturais da Universidade do Algarve. O eixo desta investigação centrou-se, inicialmente, na aplicação de exercícios de Teatro, como instrumento de trabalho, à luz das categorias da disponibilidade, concentração e colectivo, de acordo com uma base inseparável de uma estética, de uma ética e de uma técnica teatral, sugeridos por uma perspectiva de Teatro de três mestres de Teatro: Stanislavski, Grotowski e Peter Brook. Curiosamente, após a análise e cruzamento dos dados obtidos, as conclusões apontam para a relação do uso excessivo e sistemático de palavras ou conceitos apreendidos nas aulas, por parte dos alunos, podendo observar-se que em muitos casos, a aprendizagem terá sido apenas conceptual, sem forte ligação aos conteúdos – o que confirma a aprendizagem de clichés.
Descrição: Dissertação de mest., Educação Artística (Teatro e Educação), Faculdade de Ciências Humanas e Sociais, Univ. do Algarve, 2011
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.1/924
Designação: Mestrado em Educação Artística. Especialização em Teatro e Educação
Aparece nas colecções:UA01-Teses

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
TESE_RUI_MIMOSO_-_FINAL.pdf455,61 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.